IBGE estima população de 19.049 habitantes em Quitandinha e 7.971 habitantes em Campo do Tenente

Quitandinha teve um aumento 176 pessoas, já Campo do Tenente, um aumento de 846 moradores. Lapa segue a cidade com maior população da região, com 48.163

Por Gazeta de Quitandinha e Campo do Tenente - 11/09/2019

Foi divulgada no final do mês de agosto, a mais nova estimativa sobre a população dos 5.570 municípios brasileiros, com data de referência em 1º de julho de 2019. Segundo os dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), a população do Brasil já alcançou a marca de 210,1 milhões de habitantes e uma taxa de crescimento populacional de 0,79% ao ano, apresentando queda do crescimento quando comparado ao período 2017/2018, conforme a projeção da população 2018.

Em Quitandinha, a estimativa é de 19.049 habitantes em 2019, em 2018 tinha 18.873 habitantes, um aumento de apenas 176 pessoas (0,932%) ocupando a 4ª colocação na região de Rio Negro, no estado a 102º colocação e no Brasil ocupa a 1949º posição.

Já Campo do Tenente, a estimativa populacional para 2019 é de 7.971 habitantes, em 2018 tinha 7.125 pessoas, um aumento de 846 habitantes em um ano, foi um dos municípios da região que mais cresceu demograficamente, cerca de 11,875%, ocupando a 10ª colocação na região de Rio Negro e no estado, ocupa 238º colocação, no Brasil se coloca na 3594º entre os 5570 municípios brasileiros.

RANKING POPULACIONAL DAS CIDADES NA REGIÃO SUL PARANAENSE (REGIÃO) – CIDADES DO PR/ANOS 2018 – 2019

1º – Lapa: 47.909 – 48.163

2º – Negro: 33.922 – 34.170

3º – Mandirituba: 22.220 – 26.869

4º – Quitandinha: 18.873 – 19.049

5º – Contenda: 15.891 – 18.584

6º – Tijucas do Sul: 14.537 – 16.868

7º – Piên: 12.606 – 12.746

8º – Agudos do Sul: 8.270 – 9.371

9º – Antônio Olinto: 7.351 – 7.434

10º – Campo do Tenente: 7.125 – 7.971

RANKING POPULACIONAL DAS CIDADES NA REGIÃO DO PLANALTO NORTE CATARINENSE – CIDADES DE SC/ANOS 2018 – 2019

1º – São Bento do Sul: 83.576 – 84.507

2º – Mafra: 56.017 – 56.292

3º – Canoinhas: 54.319 – 54.401

4º – Rio Negrinho: 39.846 – 42.302

5º – Porto União: 35.250 – 35.398

6º – Itaiópolis: 21.556 – 21.669

7º – Papanduva: 19.218 – 19.320

8º – Três Barras: 19.183 – 19.275

9º – Campo Alegre: 11.748 – 11.978

10º – Irineópolis: 11.155 – 11.222

11º – Santa Terezinha: 8.767 – 8.787

12º – Monte Castelo: 8.280 – 8.275

13º – Major Vieira: 8.048 – 8.103

14º – Timbó Grande: 7.812 -7.877

15º – Bela Vista do Toldo: 6.311 – 6.337

ESTADOS DO PR E SC

O estado do Paraná aparece com 11.433.957 habitantes, um aumento de 0,74%. Santa Catarina com 7.164.788 registrou um aumento de 1,26% no número de habitantes.

Curitiba com 1.933.105 habitantes continua como a maior cidade paranaense, Londrina vem em segundo lugar com 569.733, seguida de Maringá com 423.666 e Ponta Grossa 351.736 habitantes.

Diferente da capital paranaense, Florianópolis não lidera o ranking em Santa Catarina ficando na segunda colocação com 500.973 habitantes, com uma população de 590.466 habitantes Joinville continua sendo a maior cidade do estado. Blumenau aparece em terceiro com 357.199.

RESTANTE DO PAÍS

O município de São Paulo continua sendo o mais populoso do país, com 12,25 milhões de habitantes, seguido pelo Rio de Janeiro (6,72 milhões de habitantes), Brasília (3,0 milhões) e Salvador (2,9 milhões). Juntos, os 17 municípios brasileiros com população superior a um milhão de pessoas somam 46,1 milhões de habitantes ou 21,9% da população do Brasil.

Serra da Saudade (MG) é o município brasileiro com a menor população, 781 habitantes, seguido de Borá (SP), com 837 habitantes, e Araguainha (MT), com 935 habitantes.

No ranking dos estados, os três mais populosos estão na região Sudeste, enquanto os cinco menos populosos estão na região Norte. O maior deles é São Paulo, com 45,9 milhões de habitantes, concentrando 21,9% da população do país. Roraima é o estado menos populoso, com 605,8 mil habitantes (0,3% da população total).

As estimativas populacionais municipais são um dos parâmetros utilizados pelo Tribunal de Contas da União para o cálculo do Fundo de Participação de Estados e Municípios e são referência para vários indicadores sociais, econômicos e demográficos. Esta divulgação anual obedece ao artigo 102 da Lei nº 8.443/1992 e à Lei complementar nº 143/2013.

As populações dos municípios foram estimadas por procedimento matemático e são o resultado da distribuição das populações dos estados, projetadas por métodos demográficos, entre seus diversos munícipios. O método baseia-se na projeção da população estadual e na tendência de crescimento dos municípios, delineada pelas populações municipais captadas nos dois últimos Censos Demográficos (2000 e 2010) e ajustadas. As estimativas municipais também incorporam alterações de limites territoriais municipais ocorridas após 2010.

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.