Celesc anuncia ações para a temporada de verão 2018/2019

Ações preventivas e Investimentos da ordem de R$ 360 milhões devem garantir a confiabilidade do sistema elétrico na temporada

Por Assessoria - 22/11/2018

A temporada de verão, época em que Santa Catarina recebe milhares de turistas, é também o período do ano em que o comportamento do sistema elétrico demanda mais atenção. Além do crescimento do consumo e o conseqüente aumento da demanda de energia, é no período de dezembro a março que, historicamente, são registrados os eventos climáticos que mais afetam o desempenho do fornecimento de energia, tais como temporais, ventanias e descargas atmosféricas.

No verão, o número de temporais é de 35% maior que nas demais estações do ano. Por conta desse cenário sazonal e bastante desafiador, a Celesc concentra esforços e desenvolve ações específicas, concentradas em três grandes frentes: reforço do sistema, manutenção preventiva e ampliação do número de equipes para atendimento de emergências.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Breithaupt Mafra

O conjunto de ações que vem sendo implementado tem se mostrado bastante eficaz, tendo em vista que, considerando as últimas cinco temporadas, a Empresa registrou melhoria de cerca de 45% no desempenho dos indicadores de qualidade do serviço prestado especificamente entre os meses de dezembro e março.

Em 2018 a empresa está investindo R$ 360 milhões em obras e serviços. Deste total, foram destinados cerca de R$ 110 milhões para obras no sistema elétrico de alta tensão (subestações e linhas de transmissão), e de aproximadamente R$ 250 milhões nas redes elétricas de média e baixa tensão, e telecomunicações. Esses investimentos trazem benefícios para o atendimento de todas as regiões do Estado.

No ano, os recursos para manutenção do sistema elétrico somam R$ 50 milhões e, deste total, R$ 17,5 milhões foram destinados à limpeza de faixa, poda e roçada de vegetação. “Esse é um dos investimentos mais importantes para o Verão, tendo em vista que a vegetação que alcança a rede elétrica em temporais é causa de 35% das ocorrências no sistema”, explica o presidente Cleverson Siewert.

Para a temporada de verão 2018-2019, também estão sendo contratadas mais equipes de eletricistas, a fim de se reforçar o contingente para o atendimento das emergências.  O número de ocorrências, especialmente na faixa litorânea, é quase três vezes maior que nas demais épocas do ano. Também é o período que são enfrentadas mais dificuldades no deslocamento das equipes nas estradas e, por esses motivos, para manter o nível de qualidade mais perto do ideal, a Empresa vai contar com cerca de 300 pessoas a mais para atendimento da população.

Por meio da Operação Verão, as regiões de Florianópolis, Joinville, Itajaí, Tubarão e Criciúma passam a contar com 36 equipes extras de eletricistas para atender emergências. De forma análoga, é desenvolvida a Operação Apoio Técnico, pela qual são reforçadas as agências regionais que mais registram eventos climáticos adversos (regiões de Blumenau, Rio do Sul e Mafra), com a contratação de 13 equipes terceirizadas adicionais. “As duas operações (Verão e Apoio Técnico), somadas ao acréscimo de contingente na área comercial (que conta, no período, com mais 30 atendentes presenciais e outros 70 no Call Center) representam 18% a mais de profissionais disponibilizados pela Empresa para atender as demandas da alta temporada”, destaca o presidente.

Investimentos – O sistema elétrico de alta tensão catarinense possui aproximadamente 5 mil quilômetros de linhas de transmissão de 138 mil e 69 mil Volts, com cerca de 300 transformadores de potência e capacidade de 7,3 mil MVA para uma demanda atual de 4,6 mil MVA. Até dezembro, mais duas subestações (Sangão, e Canoinhas Rio da Areia) estarão energizadas e vão ampliar essa capacidade. Na Capital do estado, também foram iniciadas as obras de nova subestação no bairro de Capoeiras e na região Norte do estado, as obras da SE Araquari Corveta.

No sistema de média e baixa tensão, que possui cerca de 150 mil quilômetros de extensão, foram realizadas obras de melhorias e ampliações, contemplando a instalação de 13 novos alimentadores e cerca de 3,5 mil novos transformadores de distribuição. Até o final de dezembro as obras vão representar incremento de 1 mil quilômetros de rede, boa parte com cabos protegidos. Somente nas áreas rurais, foram instalados 710 quilômetros desses cabos, que contam com capas protetoras e garantem maior robustez na rede, aumentando o isolamento do sistema e minimizando a atuação de fatores externos.

Destaque também para investimentos no Programa de Automação da Distribuição, que possui:

– 1,3 mil religadores telecontrolados em operação: dispositivos que permitem dividir circuitos e remanejar cargas. Assim, em caso de ocorrências emergenciais é minimizada a quantidade de consumidores afetados, reduzido o tempo de recomposição. Em 2018, foram instalados 283 novos religadores trifásicos e monofásicos;

– Autorreconfiguração (self healing): de forma automática, em caso de ocorrências emergenciais, o sistema se autorreconfigura, por meio de religadores, e remaneja os consumidores para outros circuitos, e assim restabelece o suprimento de energia de forma mais rápida. Essa tecnologia já está instalada em 96 pontos do sistema, beneficiando cerca de 150 mil unidades consumidoras.

– Maior recursividade para o sistema elétrico: interligação de alimentadores, de subestações diferentes quando possível, permitindo que um consumidor tenha duas ou mais fontes, aumentando a confiabilidade do atendimento.

Prevenção

Além dos serviços de limpeza de faixa, poda e roçada, também foram avaliados os circuitos que apresentaram maior quantidade de ocorrências na temporada de verão passada, para a substituição de equipamentos e a divisão de circuitos elétricos de baixa tensão.

A rede elétrica também foi inspecionada com “termovisores”, equipamentos que permitem, por meio da análise da temperatura local, identificar preventivamente pontos de desgaste (em chaves, emendas e conexões), possibilitando a substituição de itens antes da falha. A inspeção foi realizada em 85% dos troncos de alimentadores que somam mais de 7,5 mil quilômetros de rede.

Comunicação e Interação com o Consumidor

Os investimentos em comunicação integrada também têm sido uma realidade nos últimos anos, como o envio de SMS quando há desligamentos programados e a disponibilização da plataforma Em Tempo Real, no site da Empresa, com as informações simultâneas do que ocorre na rede elétrica em todo o Estado. Nas redes sociais, o relacionamento com os clientes é realizado no Twitter e no Facebook.

Em caso de falta de energia, o consumidor tem à disposição o Call Center da empresa (0800 48 0196) ou alternativamente o envio de SMS, via celular, com o texto (48196 sem luz + número da unidade consumidora ou CPF do titular).

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.