Estudo de concessionária indica redução de acidentes e define o perfil do usuário da rodovia

Por Assessoria - 13/06/2016

Estudo de concessionária indica redução de acidentes e define o perfil do usuário da rodovia

O Grupo Estratégico de Redução de Acidentes (GERAR) da Autopista Planalto Sul e a área de Operações da concessionária realizaram no mês de maio um estudo para definir o perfil dos usuários da rodovia BR-116 PR/SC. Os dados foram levantados através do sistema interno que registra as ocorrências/acidentes, com base no ano de 2015 e parte de 2014.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Segundo o resultado deste estudo, 871 usuários são do sexo masculino, somando 92%, e 75 do sexo feminino, com apenas 8%. O levantamento também apontou que 25% tem entre 26 e 34 anos, 24% possuem entre 45 e 64 anos, 23% entre 35 e 44 anos, 19% entre 18 e 25 anos, e apenas 5% dos usuários possuem mais de 65 anos de idade. Os demais não informaram.

Quanto aos índices de acidentes, levando em conta as prováveis causas, 25,3% se dá por desrespeito à sinalização, 24,1% por descuido do motorista, e 24,9% por perda de controle do veículo. Estes dados levaram ao número de 546 acidentes com vítimas no ano de 2015, contra 629 em 2014, redução de 13,2%. Dos acidentes com óbito na rodovia, em 2014 foram 67, e em 2015 tivemos 44 mortes, o que mostra uma redução de 34% no número de óbitos. Para José Júnior, coordenador de tráfego da Autopista Planalto Sul, “quando se analisa a causa, fica fácil perceber que a maioria dos acidentes poderia ser evitado”.

Com relação ao nível de instrução dos usuários da rodovia, a pesquisa mostrou que 55% tem ensino médio, 17% ensino básico, 7% nível superior e 21% não respondeu. Sobre o tempo de habilitação dos motoristas que trafegam na BR-116, 47% tem mais de dez anos de habilitação, 16% entre 5 e 10 anos, 12% entre 1 e 5 anos, 2% até um ano de habilitação, 3% não possui CNH e 20% não informou.

A pesquisa também comparou os dados de acidentes de janeiro a abril de 2015 e o mesmo período de 2016. Em 2015 no mês de janeiro foram 175 acidentes na rodovia, contra 163 em 2016, em fevereiro foram 178 em 2015, e 156 em 2016, no mês de março de 2015 tivemos 219 acidentes, contra 138 em 2016, e por fim no mês de abril de 2015 foram 201 acidentes, contra 152 em 2016. Os números mostram que nos primeiros quatro meses deste ano, comparado ao mesmo período do ano passado, a queda já é de cerca de 21% de acidentes de um modo geral. “Estamos muito otimistas para alcançarmos a meta de redução de acidentes no trecho da Autopista Planalto Sul. Vem sendo feito um trabalho intenso em conjunto com a Engenharia e Operações no sentido de levantar os pontos críticos e implantar soluções efetivas que aumentem a segurança dos nossos usuários”, destacou o diretor superintendente da concessionária, Cesar Sass.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.