Movimento Reage SC cobra redução de salários do poder público

Por Gazeta de Riomafra - 09/04/2020

Em meio à crise mundial sem precedentes, os poderes públicos de Santa Catarina não parecem estar em sintonia com o sacrifício de milhões de trabalhadores e milhares de empresas do estado, que têm amargado sozinhos os prejuízos.

Para o movimento Reage SC, formado por 112 entidades, o anúncio conjunto da Assembleia Legislativa (Alesc), do Tribunal de Justiça (TJ-SC), do Tribunal de Contas (TCE-SC) e do Ministério Público (MP-SC) para contenção de gastos é pífio, pois é nítido que a medida recai somente sobre o custeio da máquina estatal, sem qualquer esforço corporativo para a redução da folha de pagamento e outros benefícios.

O movimento Reage SC aguarda medidas com profundidade para que todos, juntos, ajudem Santa Catarina a enfrentar os próximos e decisivos meses, em prol do futuro da população.

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.