Em Itaiópolis 36 funcionários públicos receberam auxílio emergencial indevidamente

Por Gazeta de Itaiópolis - 24/10/2020

Nesta semana o Ministério Público de Contas de Santa Catarina (MPC/SC) divulgou o número de funcionários públicos que receberam de forma irregular o Auxílio Emergencial em Santa Catarina. Mais de 8 mil servidores públicos em 245 das 295 cidades catarinenses receberam o valor de forma indevida.

O levantamento do MPC/SC foi feito em conjunto com a Controladoria-Geral da União em Santa Catarina (CGU-SC). Os dois órgãos analisaram as folhas de pagamento do mês de maio dos municípios. Lages foi a cidade com o maior número de servidores que receberam o valor de forma irregular, depois vem Chapecó, Balneário Camboriú, Rio do Sul e Florianópolis.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Segundo o levantamento em Mafra 54 funcionários públicos receberam o auxílio de forma irregular, Itaiópolis 36, Papanduva 21, Monte Castelo 11 e O município de Itaiópolis ficou em 6º com 36 funcionários públicos que receberam o auxílio emergencial indevidamente, Santa Terezinha vem na sequência em 7º, com 32, o município de Major Vieira é o que menos tem 8. Dos 15 municípios do planalto norte, somente Irineópolis não tem funcionários na lista.

Todas as Prefeituras que tiveram casos foram notificadas agora no dia 13 de outubro. Todos os prefeitos tem 20 dias para informar as providências tomadas. Na notificação os chefes dos executivos foram orientados a suspender os pagamentos e a devolução dos valores recebidos.

Veja os números de servidores que receberam o auxílio de foram irregular nas cidades da região:

São Bento do Sul 132; Canoinhas 95; Porto União 83; Rio Negrinho 77; Mafra 54; Itaiópolis 36; Santa Terezinha 32; Calmon 31; Três Barras 25; Papanduva 21; Matos Costa 15; Campo Alegre 12; Bela Vista do Toldo 12; Monte Castelo 11; Major Vieira 8.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.