Saúde de Itaiópolis orienta população a manter cuidados contra a Dengue

Municípios da região estão em alerta, somente no vizinho município de Mafra, 4 focos de Dengue foram diagnosticados nesta semana

Por Gazeta de Itaiópolis - 17/02/2020

Estamos em um período de calor e chuva, dois fatores que colaboram para a formação de criadouros do Aedes aegypti, mosquito transmissor do vírus da Dengue. Atenta, a Vigilância Epidemiológica está orientando a população a manter os cuidados para que não haja focos do inseto no município.

Até o momento não foram encontrados focos do mosquito em Itaiópolis, mas em cidades vizinhas como Mafra, São Bento do Sul, Rio Negrinho e Irineópolis, sim. Em Mafra quatro focos foram identificados agora no início de fevereiro.

O vírus da dengue é transmitido pela picada da fêmea do Aedes aegypti, mosquito diurno que se multiplica em depósitos de água parada acumulada nos quintais e dentro das casas. Para evitar focos em Itaiópolis, a Secretaria de Saúde através da Vigilância Epidemiológica pede para que a população:

– Evite usar pratos nos vasos de plantas. Se usar, coloque areia até a borda;

– Guarde garrafas com o gargalo virado para baixo;

– Mantenha lixeiras tampadas;

– Deixar os tanques utilizados para armazenar água sempre vedados, sem qualquer abertura, principalmente as caixas d’água;

– Plantas como bromélias devem ser evitadas, pois acumulam água. Trate a água da piscina com cloro e limpe-a uma vez por semana;

– Mantenha ralos fechados e desentupidos;

– Lave com escova os potes de comida e de água dos animais, no mínimo uma vez por semana; Retire a água acumulada em lajes;

– Limpe as calhas, evitado que galhos ou outros objetos não permitam o escoamento adequado da água;

– Dê descarga, no mínimo uma vez por semana, em vasos sanitários pouco usados e mantenha a tampa sempre fechada;

– Evite acumular entulho, pois podem se tornar criadouros do mosquito.

Denúncias da existência de possíveis depósitos de água parada podem ser feitas diretamente na Vigilância Epidemiológica ou na Secretaria de Saúde.

AEDES AEGYPTI EM SANTA CATARINA

No período de 29 de dezembro de 2019 a 1º de fevereiro de 2020, foram identificados 4.631 focos do mosquito Aedes aegypti em 132 municípios. Comparando ao mesmo período de 2019, quando foram identificados 3.131 focos em 117 municípios, observa-se um aumento de 47,9% no número de focos detectados.

Em relação à situação entomológica, até a SE nº 05/2020, são 99 municípios considerados infestados, o que representa um incremento de 30,2% em relação ao mesmo período de 2019, que registrou 76 municípios nessa condição. Em comparação ao último boletim, houve a inclusão dos municípios de Marema e Salto Veloso como infestados. A definição de infestação é realizada de acordo com a disseminação e manutenção dos focos.

Fonte: DIVE – Diretoria Vigilância Epidemiológica do Estado de Santa Catarina

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.