Alunos do Cemma visitam Casa da Cultura “Dr. Mathias Piechnick”

Os alunos foram recebidos pela diretora de Cultura, Eliane Villa Lobos Strapasson, que explicou sobre a história do local e falou da importância de se preservar a memória e a cultura de um povo.

Por Gazeta de Riomafra - 03/04/2019

A Casa da Cultura “Dr. Mathias Piechnick” recebeu na manhã da última sexta-feira, 29, a visita de alunos do 9º ano (3) do Cemma, acompanhados da professora de história Margarete Preima e do monitor de turismo do COMTUR, José Valdemir Pickcius.

Os alunos foram recebidos pela diretora de Cultura, Eliane Villa Lobos Strapasson, que explicou sobre a história do local e falou da importância de se preservar a memória e a cultura de um povo. “Fiquei muito feliz com a visita e parabenizo a iniciativa da professora que está valorizando a memória e as pessoas que fizeram parte da história da cidade onde vivem”.

Segundo a professora Margarete, a visita ilustra o conteúdo que eles estão tendo no momento, sobre “Guerra do Contestado”. Ela explicou que visitaram também a capela do monge São João Maria, a centenária ponte metálica, a igreja Ucraniana, a estação ferroviária, além da Casa da Cultura, de onde seguiriam para o Cenpáleo.

CASA DA CULTURA

A Casa da Cultura pertenceu ao Dr. Mathias Piechnick, o primeiro médico que atuou na cidade. Com traços da arquitetura polonesa, ela já abrigou a Câmara de Vereadores e a Delegacia de Polícia de Mafra. A partir de 2001 foi sede do departamento de Cultura de Mafra. Atualmente está fechada para reformas, com projeto em andamento sob a responsabilidade do departamento de projetos da Prefeitura de Mafra.

  1. MATHIAS PIECHNICK

Nascido na Galícia, Polônia em 24 de dezembro de 1866, Dr. Mathias Piechnick formou-se em medicina na cidade de Cracóvia e veio para o Brasil em 1897, fixando residência em Mafra, então pertencente ao estado do Paraná.  Casado com Amélia Martha Wagner, teve sete filhos. Foi nomeado conselheiro municipal de Mafra em 30 de agosto de 1917, pelo governador do estado. Durante sua trajetória como médico participou das mais diversas campanhas durante as muitas epidemias que assolaram a região, como por exemplo, a gripe espanhola. Faleceu em 31 de agosto de 1925.

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.