Assinada a ordem de serviço para o Parque do Passo em Mafra

As obras do projeto, que inclui três praças, pórtico, ciclovia e pistas de corrida/caminhada, já iniciam na próxima segunda-feira, dia 17

Por Gazeta de Riomafra - 15/02/2020

Ontem, sexta-feira dia 14, em meio à natureza, foi realizada a assinatura da ordem de serviço do projeto urbanístico do Parque do Passo. Diante de autoridades e demais convidados, o prefeito Wellington Bielecki declarou que na segunda-feira, 17, as obras se iniciam oficialmente, contemplando a construção de três praças, pórtico de entrada do parque, passeio, rampas de acessibilidade, faixas elevadas, sinalizações horizontal e vertical, revitalização das calçadas e execução de ciclovia, que vem a atender o desejo de muitos munícipes. Nesta primeira etapa, a ciclovia vai contar com extensão de total de 1.400 metros, chegando até a rua José Frosch.

INVESTINDO NO MEIO AMBIENTE

Este espaço junto à natureza é uma área destinada a realização de atividades relacionadas ao bem-estar, pesquisa e educação. A Prefeitura, por meio da Secretaria Municipal de Meio Ambiente e Desenvolvimento Urbano, contratou empresa especializada para execução da obra, conforme o processo licitatório/Tomada de Preço n° 16/2019. O valor do investimento é de R$ 493.416,28 e o prazo para conclusão é de seis meses a contar da data de início.

VERDE PARA TODOS

O Parque é uma reserva ambiental no centro da cidade e conta com uma área aproximada de 500.000m² de um importante remanescente florestal de Floresta Ombrófila (Floresta com Araucárias). Neste espaço, centenas de espécies de pássaros e vários outros animais silvestres fazem sua morada e o local é muito utilizado por estudantes e pesquisadores para trabalhos acadêmicos. Foram identificadas 109 espécies de aves, além de uma grande diversidade de flora, sendo que algumas estão na lista de espécies ameaçadas de extinção. A área inclui ainda nascentes que formam o Arroio do Passo, que deságua no rio Bandeira.

O prefeito Wellington anunciou a liberação financeira da obra de urbanização do Parque do Passo na abertura da 2ª Festa das Etnias em setembro do ano passado. Desde então, a Administração Municipal vem trabalhando para a concretização deste projeto. “A realização desta obra trata-se de uma conquista não só para a para população mafrense, mas para todos que enxergam na preservação do verde, a manutenção da vida”, disse o prefeito.

Também fizeram uso da palavra a diretora municipal de Turismo Eliane Villa-Lobos Strapasson, representando o Grupo de Apoio à Implantação do Parque do Passo e o presidente da Câmara de Vereadores de Mafra, Éder Gielgen. Todos destacaram a importância do espaço para a preservação ambiental, a qualidade de vida e o desenvolvimento da pesquisa, educação e ecologia.

PROJETO DE REVITALIZAÇÃO

O projeto urbanístico prevê áreas de descanso e lazer junto à natureza. Conforme o memorial descritivo do projeto de revitalização parcial das ruas Capitão João Braz e Alípio Siqueira, o objetivo é revitalizar e requalificar as calçadas, com intervenções no piso, atendendo às normas de acessibilidade atual NBR 9050/2015, melhorar o paisagismo existente, com a inserção de jardins e praças, melhoria e adequação do mobiliário urbano através de placas de sinalização; melhoria no trânsito a fim de reduzir a velocidade através da diminuição da largura da pista de rolamento com avanços de proteção e faixas elevadas, priorizando o pedestre, bem como a inserção de ciclofaixa, sendo esta a primeira etapa de outras que darão continuidade a via, criando uma grande extensão dedicada ao ciclismo, caminhada e corrida. Nesta etapa inicial a extensão da ciclofaixa será de 1,4 km (ou 1,8 km se considerada desde a Rua Nicolau Bley Neto).

O prefeito destacou a importância da unidade em prol do município. “Estamos focados em cumprir o que prometemos. Em fazer a diferença agora, preservando e ensinado o quanto é importante cuidar da natureza para nossos filhos e futuras gerações”, conclui já agradecendo o apoio do legislativo municipal e a presença das autoridades locais, demais convidados e população presente neste lançamento que é mais um marco na história do município.

CRONOLOGIA DO PARQUE DO PASSO

– 1990 – A Lei Orgânica de Mafra (art. 208º) delimita o polígono inicial do “Parque do Passo” com a intenção de englobar uma grande área verde com localização privilegiada com relação ao centro. Este artigo também determina que a área será de “Preservação Permanente”, onde não é permitido nenhum tipo de ocupação de solo com construções. Essa intenção foi considerada moderna para a época de sua proposição, pois dava ao município as condições iniciais da criação de um parque ambiental na área urbana.

– 1991- Instituído o Plano Diretor da Cidade, considerado um avanço   com   relação ao planejamento urbano. A área urbana da cidade é dividida em dezenas de zoneamentos, entre eles a nova denominação para a área do “Parque do Passo” como Zona de Preservação Ambiental e Lazer 1 (ZPAL-1). O limite do zoneamento que compreende as terras do “Parque do Passo” passa a ser determinado por um mapa.

– 2000 – Primeiro trabalho acadêmico realizado na área.

– 2006 – Aprovada a Lei Complementar nº 18, referente à revisão do Plano Diretor de 1991, sendo essa área denominada de Zona Especial de Interesse Ambiental (ZEIA).

– 2011 e 2012 – Novos trabalhos acadêmicos realizados na área, com levantamento das espécies de aves, identificando 109 espécies, inclusive com registros raros para o estado de Santa Catarina. Identificação de 11 espécies de pteridófitas e avaliação da importância para a implantação do Parque do Passo para poteção da APP.

– 2016 – DECRETO Nº 3951, que declara a área como de utilidade publica.

– 2017 – Decreto 4307 autoriza o Poder Executivo a permutar imóvel público com particular, sendo o proprietário o senhor José Reitmeyer Netto, o que neste ato deu origem ao primeiro passo de fundação do Parque do Passo.

– 2018 – Inaugurado o Marco do Parque do Passo.

Р2019 РLan̤ada a libera̤̣o financeira para a obra de urbaniza̤̣o do Parque do Passo.

Р2019 РRealizada a Tomada de Pre̤o 016/2019 para a contrata̤̣o de empresa para realizar a obra.

Р2020 РExecṳ̣o das ̼ltimas etapas para tornar o Parque do Passo uma Unidade de Conserva̤̣o.

– 2020 – Assinatura da ordem de Serviço para início do Projeto Urbanístico.

 

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.