Escola Agrícola de Mafra expõe projeto vitorioso na 10ª Mostra Científica, em estande na ExpoAgro

O projeto em destaque foi “Diversificação do uso de produtos agrícolas – laranja”

Por Gazeta de Riomafra - 05/04/2019

A Escola Agrícola “prefeito José Schultz Filho” participou, no final de março, da 10ª Mostra Cientifica Sul-Brasileira Verde é Vida, durante a ExpoAgro em Santa Cruz do Sul, no Rio Grande do Sul, com o projeto “Diversificação do uso de produtos agrícolas – laranja”.

O estande de Mafra, apresentado pelas alunas Eliane Aparecida Washington Oderdinge e Kamili Gabrieli Jungles e supervisionado pelo professor de práticas industriais, Jones Vlademir P. Deolindo, e pelo diretor da unidade, Jefferson Bauer foi visitado por milhares de pessoas, divulgando positivamente o nome do município de Mafra.  Os alunos e a escola receberam o troféu “Gota Verde”, como trabalho destaque na Mostra. Toda a ExpoAgro recebeu um público de 114 mil pessoas.

A Escola Agrícola conquistou a única vaga disponível para a região, no projeto Verde é Vida, concorrendo com outras escolas dos municípios de Rio Negro, Piên, Itaiópolis e Canoinhas.

RESPONSABILIDADE E QUALIDADE

A secretária de Educação de Mafra, Estela Maris Bergamini Machado, parabenizou os alunos e professores que auxiliaram no projeto e a equipe gestora da Escola Agrícola, pela responsabilidade com que abraçaram o verde é Vida, através do qual destacaram a qualidade da educação oferecida do município de Mafra.

O gestor da unidade, Jefferson Bauer, falou da gratificação de participar da Mostra. “Foi extremamente gratificante e importante para nós estarmos lá, pelo aprendizado que tivemos e por podermos observar muitos outros projetos importantes que também são possíveis de serem executados na nossa escola”, declarou. Disse ter ficado muito satisfeito em ver que a escola tem muito potencial para desenvolver. Também falou do lado social do Verde é Vida, muito importante para a manutenção dos filhos dos agricultores no campo.

Entusiasmado, o professor Jones Deolindo disse que voltou cheio de novas ideias para desenvolver, além dos projetos já em andamento. “Gostei muito da reação do pessoal da Afubra, que demonstrou ter gostado muito do nosso trabalho. Fiquei muito Feliz”, concluiu, citando outro projeto que estão trabalhando, o desidratador elétrico, que está em fase de conclusão e que proporcionará a confecção de farinhas – através de materiais produzidos na própria horta da escola – que servirão para o projeto de alimentação saudável da unidade.

As alunas Eliane e Kamili destacaram que a viagem significou muito para elas, pois proporcionou novos aprendizados, que não faziam ideia que existissem. “Compreendemos projetos que não imaginávamos que fossem tão importantes”, declararam.

DERIVADOS

O projeto “Diversificação do uso de produtos agrícolas – laranja” apresentou diversos produtos derivados da laranja, desde folhas e cascas desidratadas, utilizadas para infusões e nebulizações, até o albedo desidratado, utilizado para a produção da pectina caseira, apresentada nas formas em gel e desidratada (matéria prima para geleias e utilizada como agente saciador da fome em dietas de emagrecimento). Também foram produzidos, gomos de laranja cristalizados, casquinha desidratada cristalizada e açúcar aromatizado e estão em processo de produção o suco engarrafado pasteurizado, além do doce tipo Schmier. O resíduo gerado (mínimo) é utilizado na produção de composto orgânico.

VERDE É VIDA

O projeto Verde é Vida tem como objetivo contribuir para o crescimento da consciência ambiental de alunos, professores e comunidade em geral, desenvolvendo educação socioambiental e promovendo a educação no meio rural, sua diversificação, sustentabilidade e a valorização do homem do campo. Em Mafra é desenvolvido há 22 anos numa parceria entre as escolas da rede municipal de ensino, a Secretaria Municipal de Educação e a Afubra.

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.