Morte de recém-nascido na Maternidade de Mafra causa comoção popular

Um desabafo em uma rede social contando o procedimento de um parto que infelizmente resultou na morte de um recém-nascido na Maternidade Catarina Kuss (MDCK) está causando comoção popular

Por Gazeta de Riomafra - 15/01/2020

O post conta como foi o trabalho de parto de aproximadamente 24 horas que acabou em um procedimento de emergência sem sucesso, onde o bebê Wagner Mateus Petters, após ter nascido, tentou lutar incansavelmente pela vida, não resistiu e faleceu cerca de três dias depois.

Segundo relatado na rede social, próximo da meia-noite do dia 6 (segunda-feira) os pais foram para a MDCK, pois as contrações já tinham iniciado, ao chegarem à maternidade a mãe é encaminhada para esperar o nascimento do seu filho. O trabalho de parto se prolonga, 12 horas se passam, a dilatação chega a 9 cm com contrações a cada dois minutos. Neste momento é solicitado que seja feita uma cesariana, pois a mãe já não agüentava mais as dores e a gestão havia sido de risco, mas o pedido não é atendido. A médica de plantão diz estar tudo bem. O trabalho de parto continua, a espera pelo nascimento do filho chega próximo de 24 horas e o pai decide falar com médica para que seja feito o procedimento de cesárea e a médica diz que está tudo bem, vai escutar o coração do bebê e não escuta os batimentos. De forma rápida fazem o parto de forma natural, a neném nasce com complicações e é encaminhado para UTI Neo Natal. A mãe também tem problemas e um novo procedimento é feito para retirada da placenta.  Na UTI Neo Natal recebe todo o tipo de tratamento para que sua vida seja salva, mas ele não responde ao tratamento vindo a falecer no fim da tarde do dia 9 (quinta-feira).

Questionada sobre o caso a direção da MDCK disse em nota não poder comentar o caso, pois segundo orientação do Conselho Federal de Medicina (CFM), não fornece o estado de saúde e não comenta informações de pacientes internados ou que venham a óbito na rede de assistência estadual.

NOTA NA INTEGRA DA MDCK FEITA PELA SECRETARIA DE ESTADO DA SAÚDE

A Secretaria de Estado da Saúde de Santa Catarina, seguindo orientação do Conselho Federal de Medicina (CFM), não fornece o estado de saúde e não comenta informações de pacientes internados ou que venham a óbito na rede de assistência estadual.

Essa medida, que resguarda o paciente e equipe profissional, tem amparo no Código de Ética Médica, Capítulo IX, Artigo 75, em que é vedado “fazer referência a casos clínicos identificáveis, exibir pacientes ou seus retratos em anúncios profissionais ou na divulgação de assuntos médicos, em meios de comunicação em geral, mesmo com autorização do paciente”. Ainda no Artigo 73, parágrafo único, a divulgação permanece vedada “mesmo que o fato seja de conhecimento público ou o paciente tenha falecido”. Os interessados podem ler, na íntegra, no site do CFM.

TEXTO NA ÍNTEGRA PUBLICADO NAS REDES SOCIAIS:

A mãe espera por nove meses por aquele rostinho lindo, imagina cada detalhezinho do amor da vida dela, prepara o enxoval com tanto carinho, passa por todas as dores sangrando a gestação inteira com medo de não conseguir pegar seu amor no colo e mesmo assim se mantém forte, não perde a fé e a esperança, porque o seu amor supera tudo. O papai cuida e zela pelos seus dois amores, corre pra maternidade porque teve mais um sangramento, se mantém forte e logo tudo melhora, eles voltam para casa e a cada semana isso se repete, mas ele não desiste, afinal OS AMORES DA VIDA DELE precisam dele firme em todos os momentos. Enfim chega o grande dia, 06/01/2020 por volta de meia noite, a emoção corre pela casa, as contrações começaram, eles arrumam as coisinhas do seu filho tão amado e correm para a “MATERNIDADE” (se é que podemos chamar assim)… Chegando lá sua médica atenciosa acaba de sair do plantão, e eles ficam nas mãos de quem estiver na vez… A MAMÃE é encaminhada enquanto suas contrações aumentam a cada instante, a família e amigos todos torcendo e desejando saúde e felicidades à família, a mamãe e o papai se mantém fortes como sempre… Já se passaram mais de 12 horas em trabalho de parto, a dilatação da mamãe chega a 9 cm com contrações a cada 2 minutos, a mamãe não aguenta mais, afinal sua gestação foi toda complicada, eles suplicam para a “médica” fazer uma cesariana, mas ela fala q está tudo bem e replica: (- Você não me incomodou o dia inteiro, e agora quer me incomodar de noite mãe?), afinal a REGRA da “maternidade” agora é o “PARTO HUMANIZADO”… O tempo passa e a espera já está chegando a 24 horas de trabalho de parto, o PAPAI CHORA e pede a “médica” que faça uma cesariana enquanto a MAMÃE está perdendo as suas forças, mas a “doutora” repete que está tudo bem (- Veja papai como seu filho está bem), e resolve auscultar o coração do bebê e tem uma surpresa (ela não ouve as batidas), ela se desespera e corre para a sala de parto, a MAMÃE QUASE DESMAIA DE TANTA DOR, a “médica” não esconde que está preocupada e transmite seu nervosismo para os pais… Com muito esforço o neném nasce pelo “PARTO HUMANIZADO”, parto normal, mas a placenta não sai inteira, e a “médica” faz um corte enorme na mamãe para poder retirar parte da placenta que ficou em seu útero… Levam o bebê, ele estava com duas voltas de cordão umbilical em seu pescoço, não chora forte como o esperando, mas não tem nada em suas vias aéreas superiores… Estão colocam o pequeno guerreiro em ventilação mecânica com máscara de oxigênio, seu olhar é de desespero em busca de ar… São realizados exames e seu pulmão foi comprimido pelo fígado, ele não consegue respirar corretamente… Então vai direto para UTI neonatal, é entubado e seu corpinho ligado em mais de vinte máquinas para continuar vivo… Ele não responde ao tratamento e são feitos novos exames, uma veia do seu coração está quase “entupida”, ele precisa de uma cirurgia urgente, mas não tem força, não aguentaria um procedimento desses… A equipe médica não dá esperanças para os pais e fala que eles devem esperar o bebê responder ao tratamento… A família só pode orar, e pedir à Deus que proteja esse anjo, os padrinhos, pais e diácono fazem o batismo, e o príncipe é abençoado por Deus… Dia 09/01/20, por volta de 12h, o anjinho sofre uma parada cardíaca, a equipe consegue reanima-lo, mas seus rins param de funcionar… Mais uma parada cardíaca pelas 15h30min, e novamente conseguem reanima-lo, pequeno guerreiro… É 17h30min e sofre a terceira parada, desta vez ele não tem mais forças  o seu corpinho tão frágil já não aguenta mais tanta dor…

Uma mãe leva seu maior amor na barriga e espera trazê-lo no colo para casa, mas não é assim que a maternidade que ela confiou para cuidar de suas vidas a entrega seu bebê…

E assim o nosso anjinho Wagner Mateus Petters, príncipe guerreiro que lutou até o fim se foi, agora está ao lado de Deus… Que a justiça seja feita esse anjinho ninguém mais pode trazer de volta, dinheiro nenhum paga a dor que esses pais estão sentindo, mas essa “médica” vai ter a punição que merece, onde está o juramento que fez na hora da formatura? E que sirva de lição para essa maternidade, é um lugar onde se dá a vida, e não se tira… Mas é só isso que vem acontecendo ultimamente, por causa de uma regra idiota, colocam em risco a vida de mãe e filho…

Você estará sempre presente em nossas vidas e em nossos corações príncipe. Maternidade Dona Catarina Kuss, vamos tomar uma providência por favor…

- Publicidade -
COMPARTILHE

7 COMENTÁRIOS

IMPORTANTE: O Click Riomafra não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Todos os comentários que estão de acordo com a política de privacidade do site são publicados após uma moderação.
  1. Aconteceu a mesma coisa comigo pior que tinha plano é foi cortado dois meses antes da minha pequena nascer e a médica que Deus a de fazer pagar pela sua atitude queria que eu pagasse e eu não tinha como .. fiz a gestação inteira com ela quando chegou oara eu ter meu bebê ela está a de plantão fez de tudo para eu sofrer e não queria fazee Cesária mesmo eu sabendo que nao iria conseguir minha primeira já tinha sido feito Cesária ….enfim como morava em Itaiopolis ela fez meu esposo ir até lá pegar comprovante do hospital meu esposo perdeu o parto e ainda ela me deixou nas últimas….tenho nojo dela …toda vez que lembro doi meu coração em saber o que e ela fez… mais a lei de Deus é maravilhosa tenho certeza que ela vai pagar…..

  2. Meu primeiro filho nasceu la fomos muito bem atendidos ele nasceu prematuro tinha 1 kilo lutamos por 2 meses com a ajuda de toda a equipe e com a graça de Deus ficamos bem meu menino esta com 6 anos e super saudável agora anos depois na minha segunda gestação me arruinei fui para maternidade minha menina tbm estava vindo antes do tempo fiquei 10 horas em trabalho de parto estava perdendo líquido a um tempão nao aguentava mais de dor implorava por cesárea e o médico tbm falou q estava td bem que eu tinha tudo pra ter uma parto normal e que demoraria ainda pois estava com 4 centímetros de dilatação e precisava de 10 p nascer isso ele falou as 9 da noite ele saiu tranquilamente foi fazer outro parto e eu fiquei ali com dor….quando foi 9:30 se passando apenas 30 minutos q ele havia falado que demoraria pra minha filha nascer ela nasceu sozinha na cama e no quarto da maternidade soh ela eu e Deus com o cordao enrolado no pescoço…..graças ao meu bom Deus saudavel e bem mais so tenho q agradeçer a ele msm ❤

  3. Aconteceu comigo a mesma coisa a menos de 30 dias… dei entrada na maternidade no dia 13 de dezembro 2019. Com a bolsa rompida numa gestacao de 34 semana. Me encheram de medicação pra segurar o meu bebê sendo q qndo dei entrada o médico q me atendeu queria fazer uma sezaria pois eu estava sem nada de líquido. Mas não deixaram falaram q era necessário segurar o bebê na segunda feira dia 16 /12/2019 a Dra de plantão se assim pode se chamar de doutora uma mulher como do tipo dela… Grossa e arrogante me endusiu meu parto as 8 da manhã as 15:30 novamente.. sofri demais achei q não iria suportar achei q morreria… Eu gritava de tanta dor e E ESSA DOUTORA só disso a q era normal td aquilo sem q eu fazia tratamento pois minha gravides era de alto risco. Sofri muito mas fui forte até o fim… minha bebe nasceu as 23:55 h qndo nasceu minha filha passei muito mal ela não me deixou ver e ainda me agrediu verbalmente. Em fim minha filinha por ser prematura tmb sofreu muito pra nascer e nao resistiu… foi a obito no amanhecer do dia 17… seria uma maternidade de referência. Mas deveria investigar o q está acontecendo… E tirar essa DOUTORA… isso nem se deve chamar de Dra talvez seja a mesma q fez pra mim fez agora pra outra…. que se faça justiça…

  4. Essa mesma médica atendeu minha cunhada já com dores e em trabalho de parto,mandou de volta para nossa cidade Major Vieira longe e correndo risco ficou em minha casa esperando já que mora no interior voltou para a maternidade a tarde pois não aguentava de dor esperou esperou tanto a medica resolver fazer o parto porque também não queria fazer Cesária até que quando não aguentou mais foi feito um parto pior que pra bicho usando ferro o que a muito tempo é proibido, a neném com uma marca no rosto do ferro por muito tempo é a mãe além do parte desse corte com um corte enorme cicatrizes que nunca vai ser esquecidas, tá na hora de alguém fazer algo coisa é essa médica precisar se atualizar um pouco mais e entender o valor da vida
    …..

  5. Na minha opinião, se foi erro médico, além dessa médica perder o CRM, não bastava apenas ser afastada… Tinha que ser indiciada por homicídio! E ir pra cadeia pelo sofrimento causado a essa família! E essa maternidade deveria dar um esclarecimento público sobre o que vai fazer para que isso nunca mais aconteça! Vergonha!

  6. Isso aconteceu comigo ah dezenove anos atrás dei entrada na maternidade de Rio Negro com a bolsa rompida minha gestação era de 34 semanas, rompeu minha bolsa no domingo a noite dia 31 era umas 23:30 fui até a maternidade me encaminharam para Mafra até aí tudo bem fui fizeram todos os procedimentos para mim era tudo normal primeiro filho ,lá eu fiquei passai a noite de manhã cedo eu chamei o médico eu não aguenta mais já estava com sangramento ele disse que era normal e lá se foi o dia mais uma noite na quela agonia eu gritava de dor e ninguém fazia nada eles só me diziam que parto induzido era assim mesmo eu já não tinha líquido mais ,no dia 3 o médico me leva para a sala de parto forçou o parto normal meu BB não nascia uma enfermeira subiu em cima de um banco e empurrava minha barriga eu já não tinha mais força o médico colocou o cotovelo dele sobre minha barriga e empurrou com toda força eu achei que ia morrer de tanta dor , me cortaram toda para tirar ele parou no caminho ,meu BB nasce todo roxo e com o cordão enrolado no pescoço duas volta a enfermeira que estava ali ainda falou olha o porquê ele não nascia ,não chorou eu vi ele aquela pele roxa dele , até que eu não aguntei e apaguei desmaiei quando voltei era de manhã e estava no quarto este tempo que achei que estava desmaiada eu estava na UTI ,pela manhã eu perguntei pelo meu BB a enfermeira falou ele está bem está na encubadora por ser prematuro ,logo após o nascimento do BB de noite minha irmã ligou para a maternidade para saber como estavamos só falaram 72 horas aí a gente vai poder dizer como estão a mãe foi para a UTI e o BB também, e falaram para não ter muitas esperanças que tinha sido um parto complicado e o BB sofreu muito, até então eu não sabia o que estava acontecendo , minha família chega na maternidade para ver o BB viram ele e foram para o quarto entraram espantado todos disfarçado eu perguntei e o BB até agora não vi ele , minha mãe desconversou eu já falei ele morreu e vcs não querem me contar a minha irmã falou não morreu mais esta muito mal ,ele tinha tido duas parada cardíaca ,eu entrei em desespero e queria ir ver ele não me deixaram ir , ali começou a minha luta foram muitos dias de sofrimento eu não dormia por medo dele partir e eu não estar ali ao lado dele , ele teve mais duas parada cardíaca ele ficou todo amarelo os órgãos não estava todos bem formado , um dia eu já não aguentado mais ver meu BB morrer e reanimavam ele , eu dobrei meus joelhos dentro da qule quarto da maternidade eu conversei com com Deus , eu lembro até hoje , eu falei para Deus acabar com o sofrimento do meu BB que eu não ajuntava mais ver ele sofrendo eu entreguei ele falei tu me deste se é para não ser meu leva pra ti de volta , dois dias após eu ter feita essa oração maís dolorosa meu filho foi para o quarto comigo quatro dias após a gente estava em casa , não foi fácil , hoje eu falo para ele vc e um presente e um milagre!

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.