Pressão faz feriado do padroeiro em Mafra virar ponto facultativo

Projeto lei que transforma o feriado do padroeiro de Mafra em ponto facultativo é aprovado em tempo recorde na Câmara. O feriado já havia sido decretado pelo executivo no início do ano, porém a classe política não resistiu à pressão da classe empresarial que voltou atrás e tornou o feriado do próximo dia 19, padroeiro São José em ponto facultativo o que gerou revolta, principalmente dos trabalhadores do comércio

Por Gazeta de Riomafra - 14/03/2019

Na noite da segunda-feira (11), em sessão extraordinária, os vereadores, em tempo recorde, 24 horas, aprovaram o projeto de lei que transforma o feriado municipal – 19 de março – alusivo ao padroeiro de Mafra, São José, em ponto facultativo.

O projeto de autoria do vereador Adilson Sabatke (PP), entrou na Câmara de Vereadores no mesmo dia em que foi aprovado.  A justificativa para a apresentação do novo projeto foi a ampla discussão com representantes da Associação Empresarial Mafrense (ACIM), Câmara de Dirigentes Lojistas de Mafra (CDL- MAFRA), Sindicato do Comércio Varejista de Mafra (Sincomafra), representantes dos comércios de vestuários, moveleiro, industrial, utensílios, supermercadistas e outros.  Que alegam que em épocas de crise, o feriado iria prejudicar o comércio e a indústria mafrense que desejassem abrir nesta data. Assim, os empregadores têm a possibilidade de abrir ou não no dia 19 de março.

Lembrando que o projeto de lei que deu origem ao feriado, e agora foi alterado, entrou na Câmara no mês de agosto do ano passado, sendo aprovado no fim do mesmo ano e sancionado pelo então prefeito em exercício Vicente Saliba no fim de janeiro. Levou mais de seis meses para ser transformado lei.

Já o PL 04/2019 que transforma o dia do padroeiro em ponto facultativo, em uma velocidade já mais vista no legislativo mafrense, foi aprovado no mesmo dia em que deu entrado na casa de leis. E tudo indica que etapas de discussões para a sua aprovação foram puladas.

Um dos motivos para a celeridade na aprovação é a pressão dos empresários contrários ao feriado em cima dos vereadores. O que faz todos perguntarem o que teria feito os vereadores mudarem a opinião tão rápido, já que no fim de 2019 eles mesmos aprovaram o projeto que criava o feriado?

Sem passar pelas comissões permanentes, entre elas a Comissão de Constituição, Legislação e Justiça (CCJ), a mais importante da Câmara o projeto de lei foi ao plenário. Alguns vereadores questionaram e pediram o parecer da CCJ, onde os vereadores membros da Comissão, Cirineu Cardoso (PDT), Dimas Humenhuk (PTB) e João Reiser (PSD), sem justificativa, emitiram verbalmente seus pareceres favoráveis ao PL 04/2019 durante a sessão extraordinária.

Como esperado a discussão pela aprovação ou não do projeto se estendeu por quase uma hora, com todos os vereadores, tentando explicar suas posições favoráveis ou não ao PL 04/2019. Após o debate o projeto foi votado com seis votos favoráveis e seis contra. Com o empate, coube ao presidente da Câmara, vereador Valdir Sokolski, desempatar. Ele foi favorável ao projeto de lei que transforma o feriado do dia do padroeiro de Mafra em ponto facultativo.

Votaram a favor do PL 04/2019 (transformar o feriado em ponto facultativo) os seguintes vereadores: José Marcos Witt, Witinho, (PDT); Vanderlei Peters, Vande da Farmácia, (PSD); Marise Valério (MDB); Claudia Bus (PTB); Adilson Sabatke (PP); Cirineu Cardoso (PDT); e Valdir Sokolski (PSB). Foram contra: Edenilson Schelbauer (PSB); Abel Bicheski, Belo, (PSB); Elcion Peters (PSD); Dimas Humenhuk (PTB); Eder Gielgen (MDB);  e João Reiser (PSD).

- Publicidade -
COMPARTILHE

1 COMENTÁRIO

IMPORTANTE: O Click Riomafra não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Todos os comentários que estão de acordo com a política de privacidade do site são publicados após uma moderação.
  1. Que vergonha para os vereadores, e esses mesmos que falam em defender a classe trabalhadora, agora vimos quem eles defendem e quem mesmo manda no município, daí no tempo de eleições eles vêm com a maior cara de pau pedir fotos para o povo.

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.