Projeto Mafra Futsal não contará com equipe principal na temporada 2019

O projeto focará, de forma integral, nas categorias de base para a temporada 2019. De acordo com a diretoria, a decisão se faz necessária para uma readequação orçamentária do projeto, buscando fortalecimento para um possível retorno, na temporada de 2020

Por Robson Komochena - 17/12/2018

A diretoria do projeto Mafra Futsal – que desde 2012 atua no cenário estadual, bem como atende crianças e jovens através de suas categorias de base – anunciou na tarde desta segunda-feira (17), uma grande mudança para a temporada 2019.

Impactada, de forma indireta, pela crise econômica que afeta vários setores da sociedade, o projeto registra um encolhimento em sua receita através da iniciativa privada. Com o orçamento comprometido, principalmente para o início da temporada – onde recaem, ainda custos remanescentes do ano anterior – a diretoria decidiu pela paralisação momentânea da equipe principal (adulta). Dessa forma, a equipe se licencia das competições oficiais geridas pela Federação Catarinense de Futebol de Salão (FCFS).

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Breithaupt Mafra

De acordo com a diretoria, a decisão se faz necessária para uma readequação orçamentária do projeto, buscando fortalecimento para um possível retorno, na temporada de 2020. “Um dos legados do projeto Mafra Futsal, acima de resultados a qualquer custo, é trabalhar com ‘os pés no chão’, dentro da nossa realidade. Jamais seríamos irresponsáveis de montar time sem ter orçamento disponível para cumprir os compromissos durante toda a temporada”, destacou Alcindo Hort, presidente da equipe.

O projeto traz em seus planos uma reestruturação das categorias de base, as quais atualmente atendem de forma gratuita cerca de 250 alunos, com idades entre sete e 17 anos. Além de manter e fortificar a escolinha, aumentando suas vagas e turmas, o projeto tem entre seus objetivos ampliar a participação dos atletas em disputas locais, regionais e também estaduais, através de inscrição em campeonatos estaduais oficiais.

“O momento é de readequação. É preciso dar um passo para trás para pegarmos impulso e, no futuro, seguir adiante com mais força. Com o apoio de importantes apoiadores, bem como do poder público, pretendemos fortalecer ainda mais nossas categorias de base, descobrindo e formando futuros atletas profissionais. Nosso projeto sempre contou a união de muitas empresas e instituições. No momento, por mais boa vontade que haja, a situação econômica não permite que as empresas contribuam como gostariam”, concluiu Alcindo.

A equipe agradece a todos que acreditaram e continuam acreditando no projeto: dezenas de patrocinadores e milhares de torcedores, além de atletas e comissão técnica.

SETE ANOS DE CONQUISTAS…

Após mais de duas décadas de inércia, que sucederam a febre dos anos 90, o futsal na cidade de Mafra foi retomado em 2012. Desde seu início, o projeto Mafra Futsal – batizado de Mafra Ferromax Futsal por ocasião de seu patrocinador master – fez um estrondoso sucesso na cidade e região.

O ressurgimento da equipe profissional, levando as cores, o nome da cidade e de seus apoiadores além fronteiras, deu ao time de futsal mafrense seu merecido respeito. Casa lotada em praticamente todos os jogos, título de maior torcida da Primeira Divisão por três anos consecutivos e o vislumbre de atletas e tantos profissionais do meio que sonharam em defender a equipe de Mafra.

Em sete anos, muitas foram as histórias. Os números são praticamente incalculáveis. Só de jogos oficiais, foram mais de 300. Da modesta Primeira Divisão entre 2012 e 2015, para a elite do futsal catarinense, na Divisão Especial, a partir de 2016.

Nesse caminho, muitas conquistas! A primeira, em 2012: o título da Fase Regional dos Jogos Abertos. Conquista repetida em 2013 e 2014, fazendo de Mafra, tricampeã da etapa regional. Ainda teve vice-campeonato pela mesma etapa em 2016. Pela disputada etapa estadual dos Jogos Abertos, em Blumenau, Mafra trouxe a medalha de bronze.

À nível estadual, ainda pela Primeira Divisão, o time de futsal mafrense ergueu o troféu no turno de 2014 e returno de 2015. Ainda em 2015, o título não veio, mas com o troféu de vice-campeão, vieram o acesso à Divisão Especial e muito aprendizado. No ano anterior, em 2014, Mafra ficou com o terceiro lugar na disputa.

Na Copa Santa Catarina, terceiro lugar em 2018 e dois vice-campeonatos: em 2014 e 2017. Pela mesma competição, a maior conquista do projeto em sua história: o título de campeão da Copa Santa Catarina em 2016, com casa lotada, banho de champanhe, muita festa e direito a carreata. Cenas inesquecíveis!

O ano de 2018 não foi fácil. Limitados pelo orçamento, com elenco reduzido, a equipe mafrense se reinventou. Valorizando as categorias de base, oportunizando e lapidando jovens talentos, que entraram em quadra para brigar de igual para igual com gigantes do cenário do futsal.

E 2019 será ainda mais desafiante. Para continuar escrevendo essa história, precisamos do seu apoio! Afinal, sua torcida é, e sempre foi, nossa maior força!

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.