Suspeito é preso com armas e munições após ameaçar ex-namorada

Por Gazeta de Riomafra - 12/01/2019

A Policia Civil de Mafra, após as investigações realizadas pela Delegacia de Proteção á Criança, Adolescente, Mulher e Idoso, para apurar a violência psicológica, moral e física, sofrida por uma mulher de 38 anos de idade, conseguiu prender o suspeito (ex-namorado).

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Breithaupt Mafra

Conforme o delegado Cassiano Tiburski, o suspeito no dia 01 de janeiro, foi até a residencia da ex-namorada de posse de uma pistola calibre 26. O suspeito então invadiu o imóvel, onde estava a ex-namorada e suas duas filhas de 08 e 11 anos e através de ameaças com a arma de fogo, obrigou-a entrar num dos quartos da casa e começou a agredi-la e ameaçando-a de morte.

As crianças entraram em desespero e o agressor saiu do quarto e exigiu o celular da ex-namorada e começou a quebrar objetos da residencia. Logo em seguida bastante exaltado, apanhou um botijão de gás e disse que iria detoná-lo, levando ao pânico as crianças e a vitima.

Temendo por sua vida e de suas filhas a mulher entregou o celular, momento que o agressor efetuou disparos com a arma de fogo em direção a Rua e deixou a residencia.

A vítima, segundo o delegado, registrou boletim de ocorrência no dia seguinte. “De posse destas informações, a Polícia Civil solicitou ao poder judiciário busca e apreensão na casa do suspeito, bem como a decretação da prisão preventiva deste para garantir a integridade física e psicológica da vítima e de sua família”, pontuou.

Nesta sexta-feira (4), o juiz de plantão deferiu os pedidos, sendo as diligências cumpridas na tarde do mesmo dia. Na casa do agressor, foi encontrado um pequeno arsenal, sendo cinco armas de fogo, centenas de munições e muito material destinado a recarga de cartuchos, tudo de vários calibres como os de 36, 32, 28, 20, 16 e 12.

A Policia Civil apreendeu também uma arma chamada balestra, cuja estrutura é semelhante à de um arco e flecha. “O suspeito foi preso e encaminhado ao Presídio Regional de Mafra, onde ficará a disposição da justiça e responderá pelos crimes de relativos à violência doméstica e familiar contra a mulher (lei Maria da Penha), bem como por posse ilegal de arma de fogo, munições e acessórios”, frisou o delegado.

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.