Alto índice de faltas em consultas e exames em Quitandinha

A média de investimento mensal na saúde, por pessoa, em Quitandinha, é de R$ 49,03. Nas demais cidades do País, o índice é de R$ 43,39. No estado, a média das cidades é de R$ 44,47

Por Gazeta de Quitandinha e Campo do Tenente - 10/09/2019

Tem sido registrado um alto índice de faltas em consultas e exames em Quitandinha. Somente no primeiro semestre desse ano, foram quase 2 mil faltas não justificadas – uma média de 16 faltas diárias, considerando o atendimento de segunda a sexta-feira.

O número refere-se a exames, consultas com clínico geral, ginecologia/obstetrícia, psiquiatria, psicologia, dermatologia, odontologia e transporte de pacientes para demais especialidades em hospitais de referência em outras cidades.

“Quando uma pessoa marca uma consulta e não comparece, sem nem ter avisado, acaba tirando a vaga de outra pessoa que também precisava. Sem contar que quando se trata de transporte, um carro, por exemplo, que poderia levar quatro pessoas, leva duas ou três, e o gasto continua sendo o mesmo”, explica o secretário municipal de Saúde, Sergio Carvalho.

A média de investimento mensal na saúde, por pessoa, em Quitandinha, é de R$ 49,03. Nas demais cidades do País, o índice é de R$ 43,39. No estado, a média das cidades é de R$ 44,47.

O gasto se mantém, tendo a pessoa comparecido ou não, conforme detalha a secretária de Administração e Finanças, Jaqueline Ribas: “Os profissionais estão lá, prontos para atender. Médicos, enfermeiros, motoristas… A pessoa não vai, mas o gasto é o mesmo. A Prefeita sempre pede que nós demos o nosso melhor, para que todos sejam atendidos. Tanto que investimos mais que muitas cidades. É dinheiro público. Quando alguém falta, acaba saindo do bolso de todos nós”.

A secretária aproveita para pedir à população que comunique caso surja algum imprevisto: “A gente entende se acontecer alguma coisa e a pessoa não puder ir. Só pedimos que nos avisem com 24 horas de antecedência, pra podemos agendar outra pessoa para esse horário. Com a conscientização e ajuda de todos, nós podemos fazer as coisas caminharem em nosso município”, conclui.

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.