Etapa final de Velocross reúne pessoas de toda a região em Quitandinha

O evento foi organizado pela Associação Desportiva de Quitandinha (Adesqui), com apoio da Prefeitura Municipal. De acordo com Rômulo Posnik, presidente da associação, a cidade saiu ganhando em diversos sentidos

Por Gazeta de Quitandinha e Campo do Tenente - 02/03/2019

A adrenalina tomou conta da pista no Castelo do Matão, no último final de semana. O motódromo de Quitandinha, que frequentemente recebe eventos desse porte, foi palco da última etapa da Copa Gêmeas do Iguaçu – circuito verão, que ocorreu no domingo (24); além da etapa Cidade, que foi realizada no sábado e domingo (23 e 24). Ao todo, mais de 150 atletas fizeram parte das disputas.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Breithaupt Mafra

O evento foi organizado pela Associação Desportiva de Quitandinha (Adesqui), com apoio da Prefeitura Municipal. De acordo com Rômulo Posnik, presidente da associação, a cidade saiu ganhando em diversos sentidos.

“A gente fortalece o meio motociclístico de Quitandinha e movimenta toda a região, em relação aos profissionais, os pilotos que vêm aqui. E apesar de coincidir com uma etapa do paraense hoje, a gente vê que o povo vem prestigiar”, ressalta.

A prefeita Maria Julia também comentou o quanto o comércio consegue ganhar com esse evento e aproveitou para agradecer aos envolvidos: o gerente de esportes Josenir Pereira; a equipe da Copa Gêmeas; o padre Aleixo, proprietário do Castelo do Matão; o Moto Clube do Matão; a família Przybylok e o Jaime Déda pelos maquinários; todos os atletas locais e de outras cidades e demais envolvidos.

Juliano Rosa, que é diretor da Copa Gêmeas do Iguaçu, destacou o apoio da Prefeitura. “Aqui, sabemos que o trabalho é levado a sério. São poucas as cidades que apoiam o esporte como Quitandinha e sempre somos muito bem tratados”, afirma.

O corredor mirim Lucas Eduardo, de apenas 9 anos, levou para casa três troféus: 1º lugar na categoria 65, 4º lugar na categoria Junior e 2º na Minimotos. O pequeno já corre há dois anos, seguindo os exemplos do pai Fábio Matos, ambos moradores de Quitandinha. “Acho que todo o esporte é bem vindo e necessário para o município. Ajuda a desenvolver os atletas e é atração para quem vai assistir”, comenta o pai.

Um dos destaques do domingo foi Ana Fietz, de São Bento do Sul (SC), que conseguiu levar o primeiro lugar em duas categorias: a Batom (feminina) e a Open/VX3, que é disputada geralmente por homens acima de 35 anos. “É uma satisfação muito grande poder vencer uma categoria masculina”, comemora. Ela já venceu cinco paranaenses e foi vice-campeã brasileira duas vezes.

Os nomes dos vencedores de todas as categorias estão disponíveis no site www.gemeasdoiguacu.net

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.