Família e amigos promovem ato por justiça pela morte da veterinária Juceli

A Gazeta ouviu o procurador e o motorista do veículo Equinox, apontado como o possível causador do acidente

Por Gazeta de Riomafra - 15/01/2020

No dia em que a médica veterinária Juceli Mastey completaria 27 anos – segunda-feira, 13 – seus familiares, amigos e servidores públicos de Rio Negro promoveram um ato em sua memória e pediram justiça no caso. A manifestação foi às margens da BR-116, no local do acidente que tirou a vida da jovem.

Além do ato, foram espalhadas em pontos estratégicos de Mafra e Rio Negro faixas homenageando a médica veterinária. Ao todo foram fixadas 27 faixas, número que remete à idade da jovem. A última com o pedido de justiça foi colocada próximo ao local da tragédia.

Através da #JustiçaParaJuceli os familiares lançaram nas redes sociais um movimento para que o caso não caia no esquecimento e a justiça seja feita, assim como chamar a atenção de todos para que novos acidentes por irresponsabilidades no trânsito sejam evitados.

A Polícia Rodoviária Federal e a Autopista Planalto Sul acompanharam a manifestação que reuniu cerca de 60 pessoas.

O ACIDENTE

No início da noite do dia 1º de dezembro o carro conduzido por Juceli trafegava no sentido Mafra/Curitiba quando foi atingindo por uma SUV, um GM/Equinox, que vinha no sentindo ao contrário Mafra/Lages.

Segundo o relatório preliminar do acidente o Equinox teria colidido primeiro na traseira de outro veículo, capotando e logo em seguida atingindo o carro dirigido pela Juceli que veio a óbito no local, onde no momento do acidente teria sido autuado em flagrante por homicídio culposo, pois segundo as investigações preliminares ele teria feito uma ultrapassagem forçada em local proibido.

GAZETA OUVIU O MOTORISTA APONTADO DE TER CAUSADO O ACIDENTE

Nossa reportagem procurou o condutor do GM/Equinox, Gustavo Uhlig, que também através do seu procurador, em primeira mão, deu a sua versão aos fatos a Gazeta, onde nega ser o responsável pelo acidente.

Segundo ele, um outro veículo envolvido no acidente entrou indevidamente na pista de rodagem, (cortou sua frente), fazendo com que seu veículo Equinox capotasse e invadisse a pista contrária atingindo a frente do veículo Fiat/Pálio, vitimando Juceli.

Também questiona a atitude do condutor deste terceiro veículo, que teria se negado em realizar o teste do bafômetro, o que não foi alvo de apontamento qualquer pelas pessoas que estão comentando de forma equivocada os fatos deste acidente.

Também segundo ele, outro fato divergente da realidade, se dá a respeito de que teria pago fiança e sido colocado em liberdade. “Tal assertiva se trata da mais pura inverdade, pois ao ser analisado o caso pelo juiz competente, sequer restou homologado o flagrante, assim como fiança alguma restou quitada” –  Apontou.

Gustavo também destaca que um laudo feito pela PRF descarta a disputa de “racha”, e que o velocímetro do seu veículo travou em 70 km/h na hora do acidente.

Disse estar bastante comovido e ressentido com este triste episódio que culminou na perda da vida de uma jovem inocente e estar solidário aos seus familiares e amigos. Deseja que os fatos sejam esclarecidos e que não merece ser condenado, principalmente publicamente como parece estar ocorrendo – “Espero que não fique dúvida alguma no sentido de que meu maior desejo está em que os fatos sejam devidamente esclarecidos e que não me furtarei em tempo algum acerca da busca da verdade e que não posso ser condenado; ainda que publicamente tão somente; por algo que em tempo algum dei causa, enalteceu Gustavo.

A Gazeta também tentou ouvir o terceiro motorista envolvido no acidente, porém não conseguimos contatá-lo até o término desta edição, porém este meio de comunicação, deixa o espaço aberto a ele e a todos que possam e queiram contribuir, prestando seu relato para ajudar na elucidação deste triste episódio, que ceifou a vida da desta jovem, mais uma, de tantas vítimas do nosso trânsito.

A Polícia Civil segue investigando o caso que está em fase de inquérito e aguarda o laudo da perícia técnica, testemunhas também estão sendo ouvidas.

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.