Projeto Ambulatório de Medicina do Sono é implantado em Rio Negro

Por Assessoria - 20/05/2022

A Prefeitura Municipal de Rio Negro, através da Secretaria de Saúde, desenvolveu um projeto inovador para atender a população rio-negrense: o Ambulatório de Medicina do Sono.

O intuito é oferecer, gratuitamente, através do Sistema Único de Saúde (SUS), um atendimento especializado para a população que enfrenta distúrbios do sono. O serviço é realizado no Complexo Municipal de Saúde Oscar Koster, todas as quintas-feiras e é coordenado pelo médico neurologista, Dr. Renato Gonçalves.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Problemas do sono em geral causam grande prejuízo para a pessoa durante o dia. O indivíduo torna-se improdutivo, com sonolência, enfrenta mudanças de humor, muitas vezes ficando mais irritado, além da falta de disposição e energia para realizar as tarefas do dia a dia. “A qualidade do sono é muito importante para a qualidade do dia, quem dorme mal vive mal durante o dia, não tem uma qualidade durante o estado de vigília”, afirma o Dr. Renato Gonçalves.

“A abertura do Ambulatório de Medicina do Sono aqui na Prefeitura de Rio Negro é algo inovador, talvez até para o Brasil, abrir um ambulatório de medicina do sono, num serviço público, é um feito muito grande. Vejo como um investimento da Prefeitura Municipal de Rio Negro que vai trazer um benefício muito importante para a nossa população, já que os problemas de sono são bastante incidentes na população em geral”, destacou o profissional.

Os atendimentos ocorrem via encaminhamento das Unidades Básicas de Saúde – UBS. Os pacientes, após avaliação médica nas unidades, que apresentarem ou relatarem sintomas que indicam problemas nessa área serão encaminhados ao ambulatório de Medicina do Sono. Como não se trata de um serviço de emergência, são realizados por agendamento. O atendimento é feito todas as quintas-feiras, das 8h às 12h e das 13h30 às 18h, no Centro de Especialidades Enfermeiro José Krajewski, anexo ao Complexo Municipal de Saúde. No local, o paciente passa por avaliação física e consulta ambulatorial onde é realizado um histórico detalhado sobre hábitos e particularidades de cada paciente.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Entre as características e situações que podem indicar problemas relacionados ao sono estão pessoas que apresentam insônia, ronco, sonolência durante o dia, acordam com sensação de sono não refazendo todos os dias, pessoas que tem muito movimento durante o sono, síndrome das pernas inquietas, entre outros. Todas essas situações são avaliadas e, através disso, elaborada a melhor forma de tratamento.

Melhore a qualidade do seu sono:

De acordo com o Dr. Renato, muitas vezes a dificuldade para dormir pode estar relacionada a chamada “má higiene do sono”. Mudar alguns hábitos pode ser benéfico para uma noite de qualidade. Entre eles, evitar tomar grandes quantidades de café, coca-cola, alto consumo de chocolate, fazer exercícios muito próximo a hora de dormir, refeições com grande quantidade próximo a hora do sono, tabagismo, pois o cigarro ativa o sistema de vigília e a utilização de drogas ilícitas.

Também é necessário observar questões físicas como um colchão de má qualidade, quarto não ventilado, não fazer a higiene necessária para dormir também prejudica o sono. A Medicina do Sono também avalia questões emocionais como ansiedade e depressão. E casos de hipotireoidismo, neuropatia periférica, diabetes, quadros de dores, doença de Parkinson, etc. A Medicina do Sono é altamente complexa e é necessária uma avaliação especializada e atenta a todas as esferas e particularidades do paciente e para isso a Prefeitura de Rio Negro oferece esse serviço totalmente gratuito e que irá impactar positivamente na qualidade de vida dos rio-negrenses.

COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.