Queda de energia em Riomafra foi causada por falha em linha de transmissão

Por Redação Click Riomafra - 18/01/2022
Situação por volta das 15h

Um problema na linha de transmissão a partir de Pirabeiraba, em Joinville, deixou diversas unidades consumidoras sem energia elétrica na tarde desta terça-feira em Rio Negro, Mafra e diversas outras cidades da região.

Em Rio Negro e Mafra houve pelo menos três quedas durante a tarde. A energia voltou por volta das 16h.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

NOTA CELESC РInterrup̤̣o de energia no Planalto Norte

A Celesc informa que, na tarde desta terça-feira (18), uma falha na linha de transmissão de 138 kV, que atende as Subestações Brasília, São Bento, Rio Negrinho, Mafra, Rio Negro e Itaiópolis causou interrupção no fornecimento de energia nas regiões de Mafra e São Bento do Sul. Os  municípios afetados foram Mafra, Itaiópolis, Campo Alegre, São Bento do Sul e Rio Negrinho e Rio Negro (PR). No pico da ocorrência, quase 100 mil unidades consumidoras ficaram sem luz. Após a ocorrência, as equipes de emergência da Celesc percorreram as linhas para identificar qual problema ocasionou a falta de energia. Foram realizadas manobras para o retorno do fornecimento, o que ocasionou instabilidade nas linhas de distribuição. 

Às 13h48, as Subestações Brasília, São Bento e Rio Negrinho já haviam sido restabelecidas. Em razão das manobras que estavam sendo realizadas, uma nova queda de energia foi registrada às 14h42, porém, o retorno do sistema elétrico ocorreu minutos depois, às 14h46. Em Mafra, Itaiópolis e Rio Negro, o abastecimento ficou prejudicado até 16h.  

Na região de Mafra, cerca de 1 mil UCs ainda aguardam o restabelecimento da energia. No momento, em razão da condição climática, houveram novas quedas de energia. 

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O que fazer em casos de danos e prejuízos causados pela interrupção de energia elétrica?

Muitos consumidores desconhecem seus direitos, então acabam comprando outro equipamento quando há perdas causadas por problemas na rede elétrica, mas de acordo com a ANEEL, em casos de danos em aparelhos eletrônicos causados pelos cortes de energia elétrica, o consumidor deve fazer um requerimento à Celesc no prazo de 90 dias para obter um ressarcimento (isso é válido para todas as distribuidoras de energia elétrica no país). Este requerimento deve ser feito por telefone. Lembrando que é sempre importante solicitar o número de protocolo do atendimento.

A Celesc terá o período de 10 dias, contados a partir do dia da solicitação do ressarcimento, para fazer uma vistoria no aparelho elétrico. No caso de refrigerador e freezer, o prazo é de um dia útil para a vistoria do equipamento danificado. Vale lembrar que os consumidores não devem tentar consertar o aparelho. Em 20 dias a Celesc deve informar o que irá fazer: consertar o produto ou fazer uma restituição em dinheiro.

Quando houver prejuízos financeiros, como é o caso de muitos fumicultores, que acabam tendo a qualidade do fumo comprometida com as quedas de energia, o consumidor também pode solicitar um ressarcimento. Para isso deve fazer um recurso administrativo (requerimento) solicitando indenização diretamente na Celesc, comparecendo no atendimento comercial.

Com relação ao desconto na fatura, segundo o PROCON, quando o fornecimento de energia elétrica for interrompido por um período superior a 30 minutos, o consumidor pode pedir desconto de um dia na próxima fatura de pagamento. Isso também é válido em casos de cortes de energias causados por temporais, quedas de árvores, roubo de cabos ou qualquer outra causa. Para obter o desconto na próxima fatura, o consumidor deve entrar em contato com a Celesc solicitando o abatimento.

Números da Central de Teleatendimento da Celesc contam com mais um ZERO

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

Os números das Centrais de Teleatendimento da Celesc receberam mais um ZERO e, desde o mês de setembro de 2020, contam com 11 dígitos. A mudança nos números foi executada pela operadora que presta serviços de telefonia para a Celesc, em atendimento a Resolução nº 709, de 27 de março de 2019, da Anatel (Agência Nacional de Telecomunicações). Desde então, os consumidores da companhia passaram a ligar para os números 0800 048 0196 (emergências), 0800 048 0120 (comercial) e 0800 048 3232 (ouvidoria). O telefone de teleatendimento para deficientes auditivos continuou o mesmo 0800 646 4050. As ligações seguem sendo gratuitas e podem ser realizadas de qualquer telefone fixo ou celular.

Os serviços da Celesc oferecidos nas Centrais de Teleatendimento continuam funcionando normalmente. Os consumidores podem escolher as opções por meio do menu eletrônico de serviços informados no início da ligação. “O atendimento no Call Center funciona 24h por dia, durante todos os dias da semana. É importante lembrar que, assim como o chat on-line, temos períodos de atipicidade com alta demanda de acessos no canal emergencial, especialmente quando muitos consumidores acionam simultaneamente o Call Center em razão de tempestades, que provocam quedas de energia e acidentes com riscos a terceiros. Mas o serviço é normalizado em poucos minutos”, destaca o gerente do Departamento de Gestão de Clientes e Faturamento da Celesc, Mateus Silva Nascimento.

Ele afirma que, nesses períodos atípicos, a operação conta com reforço das equipes de atendentes terceirizados, localizados em Joinville e Poá (SP), além do trabalho fundamental dos atendentes próprios da Celesc, distribuídos em toda área de concessão da companhia.

Veja na tabela abaixo como ficaram os números:

ANTIGO NOVO
EMERGÊNCIA 0800 48 0196 0800 048 0196
COMERCIAL 0800 48 0120 0800 048 0120
OUVIDORIA 0800 48 3232 0800 048 3232
DEFICIENTE AUDITIVO 0800 646 4050 0800 646 4050

 

Canais virtuais

O gerente do Departamento de Gestão de Clientes e Faturamento da Celesc lembra ainda que, durante a pandemia, a empresa reforçou a oferta de serviços que passaram a ser disponibilizados de forma digital, por meio do site e do aplicativo da Celesc.

“Atualmente, quase todos os serviços podem ser realizados de forma virtual, sem precisar sair de casa, com acesso pelo computador ou celular. Com destaque para a Agência Web (www.celesc.com.br) e o aplicativo Celesc, que pode ser baixado via iOS ou Android (basta digitar “Celesc”), uma ferramenta eficiente e rápida que pode ser utilizada para registro de falta de energia, consulta de débitos, 2ª via da fatura, pedido de religação por corte, entre outros serviços”, explica Mateus Silva Nascimento.

Outra ferramenta nova de atendimento é a implementação de uma plataforma de atendimento ao cliente para a inserção de pedidos de ligação nova e troca de titularidade. “A medida reduziu a necessidade do cliente se deslocar até uma unidade presencial de atendimento.” Hospedada no site da Celesc, ela possibilita ao consumidor, além de formalizar a solicitação, encaminhar os documentos digitalizados para o atendimento. Também facilita o relacionamento da empresa com o cliente, que registra em um único ambiente todas as ações necessárias até a efetivação da solicitação.

O registro de falta de energia também pode ser efetuado por meio do SMS para o número 48196, com o texto SEM LUZ e o número da unidade consumidora – que aparece no canto superior da fatura de luz, ou então o número do CPF do titular da conta, o consumidor. Também poderá ser feito via central de teleatendimento, de forma automatizada, bastando ligar para o telefone 0800 048 0196, opção “1” e digitar o número da unidade consumidora.

COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.