Encarando a passagem do tempo com serenidade e inteligência

Por GB Edições - 14/11/2016

Encarando a passagem do tempo com serenidade e inteligência

Ninguém quer envelhecer, mas o tempo passa e não tem como mudar isso. O que dá para se fazer é mudar o jeito de encarar essa inevitável fase e vivê-la de forma plena e feliz.

Há quem diga que “envelhece quem quer”, mesmo que os sessenta ou setenta anos já estejam batendo à porta. Isto tem base nos resultados de algumas pesquisas apontando que o estilo de vida de cada um é quem determina o envelhecimento.

E falando em “estilo de vida”, quanto mais sedentário maiores serão as dificuldades, mas não é só isso, a casa é sinônimo de conforto e refúgio e deve ser ambiente seguro, por isso, cuidado com tapetes e fios elétricos e use iluminação adequada em todos os cômodos; os telefones devem ser instalados no quarto e na sala para facilitar o atendimento.

Administrar os ganhos fixos é crucial para manter-se longe das dívidas. Avalie a real necessidade de consumir determinados bens, que nem sempre tem muita utilidade dentro ou fora do lar.

Com a idade, os reflexos tendem a diminuir e por isso avalie suas reais condições para dirigir o seu carro. Uma boa alternativa é usar os transportes públicos.

A saúde deve ser prioridade, por isso cuide da alimentação. Prefira sempre os alimentos com baixos teores de gordura e colesterol em todas as refeições. Dê preferência para frutas e legumes que não precisam de cozimento. Consuma frutas e evite alimentos industrializados.

Evite ficar sem companhia e combata o sedentarismo. Matricule-se em uma academia, ou frequente parques e locais próprios para caminhadas. Esportes aquáticos são particularmente bem recomendados por profissionais da área uma vez que o risco de lesões é praticamente zero.

A mente também deve ser exercitada através de atividades lúdicas como palavras cruzadas, jogos de mesa (xadrez, damas), leituras e a Internet ou ainda uma Faculdade da Terceira Idade. Manter a atividade sexual pode ser estimulante e de grande ajuda para melhorar a autoestima.

Visite o médico com regularidade. Os check-ups podem prevenir surpresas. Prestar atenção em sinais como doenças que demoram a ser curadas, falta de ar, dor de cabeça e mudanças na pele do rosto e outras partes do corpo que ficam expostas ao sol.

O mercado tem oferecido muitas alternativas em suplementos alimentares que prometem longevidade, mas cuidado, não pratique a automedicação. Fale sempre com seu médico e só use remédios por ele indicados.

Principalmente, cultive o bom humor. Encare a nova fase com otimismo e procure sempre o lado bom das coisas. Se perceber que chegou a hora de recorrer ao monitoramento domiciliar e terá que contar com apoio de cuidadores, não se exalte e não desanime. Faz parte dessa nova fase da vida.

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.