O que fazer no caso de queimaduras graves

Por GB Edições - 05/05/2014

O maior dano de uma queimadura, que pode causar cicatrizes permanentes ou sequelas, é provocado pelo calor que atinge os tecidos mais profundos. A parte líquida do sangue, o plasma, extravasa em grande quantidade dos vasos sanguíneos na área danificada. Uma parte desse plasma vai para a superfície, formando bolhas, e outra parte, bem maior, se mistura aos tecidos queimados.

Neste caso, o objetivo dos primeiros socorros é minimizar esse processo, sendo que o socorro médico deve ser imediato.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -
Breithaupt Mafra

Quando a roupa da vítima está em chamas, uma saída é usar toalha ou coberto grosso, ou mesmo um casaco, para abafar (apagar) as chamas. O abafamento deve ser feito de cima para baixo, ou seja, da cabeça aos pés, evitando que as chamas permaneçam na cabeça da vítima. A vítima deve permanecer imóvel, pois quanto mais movimentos fizer, maiores se tornarão as chamas. Recomendação difícil de seguir uma vez que momentos como estes são desesperadores e a tendência da vítima é correr na tentativa inútil de livrar-se do fogo.

Como tratamento imediato não se deve puxar nada que esteja grudado à pele da vítima. Para promover o resfriamento, fazer uma compressa bem grossa ensopada em água que deverá ser aplicada sobre a área queimada. Quando se tornar morna, tornar a umedecê-la. No entanto, atenção, JAMAIS coloque a vítima sob o chuveiro frio, ou sob a ação de água gelada, ou sob a ação de um ventilador.

A área queimada deve permanecer livre, sem nada por cima, nem mesmo as roupas. Se possível, remover objetos como brincos, anéis ou pulseiras. Além do resfriamento através de compressas de água à temperatura ambiente, a vítima também poderá ser envolvida em panos limpos, sem apertar, a fim de evitar infecções. JAMAIS usar pomadas ou cremes hidratantes.  O velho truque de usar creme dental para resfriar a queimadura, como se faz nos casos de pequenos acidentes domésticos, também está totalmente descartado.

Caso a vítima esteja consciente, é fundamental procurar tranquilizá-la com palavras de conforto e carinho. Também procurar fazer com que ingira água a fim de equilibrar seu organismo, mas não dê nenhum tipo de remédio ou sedativos.

Também não é recomendável tocar na área queimada, ou tentar estourar as bolhas que se formam logo em seguida ao acidente. O socorro médico tem que ser imediato.

É comum as vítimas deste tipo de acidente entrarem em estado de choque. Chama-se estado de choque a condição física que se sucede logo após um acidente grave na qual a vítima apresenta falhas cardíacas e de circulação sanguínea.

A pessoa em choque apresenta palidez no rosto, mãos frias e sudorese intensa. A respiração e pulsação são rápidas e fracas, ela se sente nauseada, com sede e prestes a desmaiar. Pode se tornar inquieta, agindo de modo irracional ou, eventualmente, ficar inconsciente e em coma. Nesse caso, os primeiros socorros não ajudam muito, a pessoa deve ser imediatamente levada para o hospital.

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.