O Tribunal Regional Eleitoral (TRE-SC) cassou em votação unânime os mandatos do prefeito e vice de Três Barras, Elói Quege e Alinor Lescovitz (ambos do PP), em sessão realizada na tarde desta quinta-feira (22). Quege voltaria ao cargo dentro de cinco dias após ter sido afastado por 90 dias a pedido do Ministério Público, apoiado por ação civil pública que apontou irregularidades na contratação de temporários para assumir funções efetivas. Porém dessa vez Quege e Lescovitz tiveram seus mandatos cassados por suposto abuso de poder político e econômico nas eleições de 2012. A acusação mostra que o então prefeito Elói Quege gastou com publicidade além do que permite a lei em ano eleitoral.

A decisão cabe recurso ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE), mas para se manter nos cargos, no entanto, ambos precisam de uma liminar. Caso o TSE confirme a cassação antes da finalização dos mandatos, haverá eleição indireta na qual votarão os vereadores da cidade, a exemplo do que ocorreu recentemente com Mafra.