Vicente falou que o INSS na tentativa de solucionar este problema, buscou representatividade política, e que toda ajuda neste sentido será válida, juntamente com Associações Comerciais e Industriais. Em Mafra Saliba pretende levar o assunto adiante, inclusive indo até Joinville para uma audiência junto a superintendência.

O vereador Vicente Saliba – PDT, falou durante a sessão ordinária desta segunda-feira sobre o problema das perícias médicas no município.

Disse que vivencia isso diariamente, já que é médico do trabalho e salientou que Mafra hoje conta com apenas um médico perito.

Segundo informações levantadas pelo vereador o tempo de espera para perícias hoje é de 70 dias, ou seja estão sendo agendadas para os meses de fevereiro e até março.

Saliba disse que hoje, para manter a demanda equilibrada talvez precisasse de mais três médicos, visto que a Agência do INSS de Mafra atende cerca de 130 pessoas por dia, ou seja os quatro funcionários atendem, cada um, aproximadamente 35 pessoas ao dia.

O vereador e médico aproveitou a visita da chefe de seção de saúde do trabalhador, Kátia Moreira Braga, para obter maiores informações, e conforme repassou à redação da Gazeta, através de concurso público que teve edital publicado nesta segunda-feira dia 19, serão designados para Mafra, um técnico administrativo e apenas um médico, que passados os treinamentos realizados em Brasília e demais trâmites, pode ser nomeado apenas em 2013.

Vicente falou que o INSS na tentativa de solucionar este problema, buscou representatividade política, e que toda ajuda neste sentido será válida, juntamente com Associações Comerciais e Industriais.

Em Mafra Saliba pretende levar o assunto adiante, inclusive indo até Joinville para uma audiência junto a superintendência, e para o próximo ano, o vereador deve também trazer a gerente executiva da Regional de Joinville, para uma explanação na Câmara Municipal, “temos que mobilizar a classe política”, disse Vicente.

O vereador Vicente falou ainda que o INSS deve propor no próximo ano, um novo modelo de perícias, que vem corroborar para a diminuição na demanda das perícias.

Novo modelo de perícias

Pela proposta em discussão no Conselho Nacional de Previdência Social (CNPS), quem entrar com pedido de afastamento por motivo de doença de até 120 dias será dispensado de realizar a perícia médica. O presidente do INSS explicou em entrevista a imprensa que, inicialmente, o instituto deverá liberar da perícia quem entrar com pedido de auxílio-doença por até 30 dias.

Segundo Mauro Luciano Hauschild, 85% dos benefícios por incapacidade têm prazo de até 120 dias e 60% dos beneficiários não entram com pedido de prorrogação. Os pedidos de até 30 dias representam 15% do total. Dados do INSS informam que, se o modelo de 120 dias fosse adotado, mais de 1 milhão de perícias iniciais deixariam de ser realizadas por ano.

A proposta também define quem poderá se beneficiar com esse modelo, que são os segurados obrigatórios – empregado, contribuinte individual, avulso, doméstico e segurado especial (que são os trabalhadores rurais sem empregados) – que tenham contribuído de 24 a 36 meses no período anterior ao pedido do benefício. Quem não se encaixar nessas condições terá de fazer a avaliação.

Ele informou também que o INSS está tomando cuidados para evitar fraudes, como a adoção de certificação digital, uma assinatura digital de documentos, para trazer mais confiabilidade ao sistema eletrônico de armazenamento de dados.

Concurso já está com inscrições abertas

As inscrições para o concurso do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) começaram nesta segunda–feira (19). Os interessados podem se inscrever pelo site da Fundação Carlos Chagas (www.fcc.org.br), organizadora do certame, ou procurar os locais de inscrição indicados no edital. O prazo vai até o dia 11 de janeiro de 2012.
O edital do concurso foi publicado no Diário Oficial da União (DOU) na sexta-feira (16). Ao todo, serão oferecidas 1.875 vagas, sendo 1,5 mil para Técnico do Seguro Social, exigido nível médio, e 375 vagas para Perito Médico Previdenciário.
O concurso é destinado a preencher as vagas das Agências da Previdência Social que integram o Plano de Expansão (PEX) e estão sendo inauguradas em todo o Brasil.
As inscrições para o cargo de Técnico do Seguro Social custam R$ 51,70 e as de Perito Médico R$ 61,70. De acordo com o edital, a provável data de aplicação das provas será em 12 de fevereiro de 2012. No período da manhã, será realizada a prova para Perito Médico Previdenciário, e à tarde, será aplicada a prova de Técnico do Seguro Social. As provas serão realizadas em todos os estados.