Vamos falar sobre Suicídio?

Publicado por Loriane Heide - 19/09/2016 - 12h36

setembro amarelo

O Setembro Amarelo vem o objetivo de ‚ÄúFalarmos sobre o assunto do Suic√≠dio‚ÄĚ, perdermos o medo de tocar neste tema, pois precisamos conhecer para podermos ajudar. Neste pensamento, empresas, institui√ß√Ķes, secretarias e diversos profissionais debatem o tema suic√≠dio durante o m√™s de setembro.

Falemos ent√£o sobre isso:

Dados do Centro de Valorização da Vida (CVV) afirmam que a cada 40 segundos uma pessoa no mundo se mata. Trazendo para a nossa realidade, somente aqui no Brasil, 25 pessoas cometem o suicídio por dia, ou seja, mais que uma pessoa a cada hora está desistindo de viver.

Os motivos que levam uma pessoa a cometer o suic√≠dio s√£o v√°rios, mas, geralmente, a pessoa possu√≠ uma necessidade de aliviar press√Ķes externas, que podem ser oriundas de: cobran√ßas sociais, culpa, remorso, depress√£o, ansiedade, medo, fracasso, humilha√ß√£o, etc.

Segundo a Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS), quase 90% dos casos de suic√≠dio poderiam ter sido evitados, pois existem alguns sinais de alerta, sendo eles:

Frases como: ‚Äúeu n√£o aguento mais‚ÄĚ, ‚Äúeu quero morrer‚ÄĚ, ‚Äúquero sumir‚ÄĚ, ‚Äúvou me matar‚ÄĚ, s√£o pedidos de ajuda. Precisamos esquecer esse falso mito de quem fala sobre isso esta querendo chamar a aten√ß√£o, ao contrario, se voc√™ perceber algu√©m ao seu redor falando algo parecido, fique atento e observe os demais sinais.

Mudanças inesperadas de comportamento: a pessoa possuía um hobby e abandona-o de uma hora pra outra, era vaidoso e de repente fica desinteressado, controlava bem suas finanças e começa a não se preocupar mais com isso, tinha um emprego pelo qual dava a vida e logo pede demissão.  O mesmo pode acontecer com objetos de estimação, deixa-los repentinamente é uma mudança a ser observada.

Isolamento Social: indivíduos com graus de depressão mais severo, acabam por isolando-se do mundo, e portanto, perdendo a vontade de viver.

Abuso de drogas e de álcool: não estão associados em todos os casos, porém, o abuso dessas duas substancias aumenta muito o risco de Suicídio.

Não mostrar esperança pelo futuro: o indivíduo deixa de fazer planos, não se interessa pelo seu futuro e diminui também o interesse pelos outros.

Estes s√£o alguns sinais de ALERTA. Ap√≥s observa-los em algu√©m, aproxime-se para conversar, de maneira casual, mas lembre-se, tente colocar-se na posi√ß√£o de ouvinte, pois o outro est√° precisando falar, desabafar, colocar pra fora uma situa√ß√£o e/ou um sentimento, e voc√™ ao ouvi-lo j√° estar√° ajudando muito. Depois o auxilie a encontrar um profissional da Psicologia, que continuar√° o acompanhamento e caso necess√°rio o encaminhar√° a outros profissionais da sa√ļde tamb√©m.

 

Precisamos falar sobre Suicídio!

Precisamos auxiliar quem est√° passando por dificuldades!

Podemos fazer a nossa parte!

 

Psicóloga Loriane Heide

CPP/SC-12/14589

 

Se voc√™ possu√≠ mais d√ļvidas sobre o assunto entre em contato: psicologalorianeh@gmail.com ou (47)9694-1801.

- Publicidade -

ENVIE UM COMENTÁRIO

IMPORTANTE: O Click Riomafra não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Todos os comentários que estão de acordo com a política de privacidade do site são publicados após uma moderação.