R$ 600: aplicativos não oficiais prometem cadastro, mas podem roubar dados

Em busca feita na loja de aplicativos Google Play, usada pelo sistema Android, é possível encontrar programas que se passam por oficiais

Por Assessoria - 07/04/2020

Em meio ao desespero de muitas pessoas para receber o benefício de R$ 600, aplicativos não oficiais estão se passando pela plataforma do governo em lojas oficiais de apps. Em uma busca rápida por termos como “ajuda emergencial” ou “auxílio emergencial” é possível encontrá-los às dúzias, com nomes como “consulta benefício”, “consulta saldo família 2020”, “consulta benefício familiar”, entre outros. A PlayStore é a loja do sistema operacional Android, usado por pelo menos nove entre dez celulares no País.

Imagem mostra apps falsos disponíveis na loja de aplicativos do Google

É algo com o que muitos usuários devem tomar cuidado: além de não servirem para o cadastro oficial para o auxílio emergencial, esses aplicativos ainda podem ser utilizados por cibercriminosos para roubar dados pessoais dos cidadãos – como nome, endereço, CPF e outros documentos importantes.

Ao baixar o aplicativo é preciso prestar atenção em alguns aspectos. Entre eles, o nome e a empresa responsável pelo app – no caso de sistemas do governo, o nome fica como “Governo do Brasil” ou de órgãos e empresas estatais, como INSS, Caixa ou Serpro, por exemplo.

Na internet, é bom ainda ter o pé atrás: se desconfiar que o app não é verdadeiro, não insira seus dados.

O aplicativo oficial se chama CAIXA | Auxílio Emergencial. Confira abaixo a imagem do aplicativo oficial e o link para download.

Aplicativo oficial

Clique aqui para fazer o download do aplicativo oficial

* Com informações do site Estadão

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.