Amanhã acontece a 4ª edição do Fórum Mais Milho em Mafra

O objetivo é discutir sobre comercialização, políticas e técnicas de produção

Por Gazeta de Riomafra - 12/02/2020

Os fatores naturais, como secas e queimadas, agravam a escassez de milho no primeiro semestre deste ano. Esse alerta foi divulgado pela Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Santa Catarina (Faesc). Para criar métodos para aumentar a produtividade, acontecerá no dia 13 de fevereiro, às 13h30min, no auditório do Sicoob em Mafra, a quarta edição do Fórum Mais Milho. O objetivo é discutir sobre comercialização, políticas e técnicas de produção.

Serão abordados os seguintes assuntos: tecnologia e inovação, culturas de inverno e Rota do Milho. O evento será fundamental para desenvolver estratégias, visando potencializar a produção em 2020 e encontrar novas fontes de abastecimento. Conforme levantamento da Faesc, 96% da demanda total do grão destinam-se à produção animal. Entretanto, a ausência do milho devido o comportamento do clima pode agravar o provimento da cadeia produtiva de aves e suínos.

As lideranças que compõe a mesa de debate do projeto apostam na Rota do Milho, idealizada em 2017, para ampliar as oportunidades de crescimento. “O Paraguai, país-membro do Mercosul, produz mais de cinco milhões de toneladas de milho, mas pode chegar a 15 milhões com o estímulo das importações brasileiras. Neste ano, deve prosperar a Rota do Milho, favorecendo a ligação entre a região produtora do Paraguai e o oeste catarinense”, explica o presidente do Sistema Faesc/Senar-SC José Zeferino Pedrozo.

Para discutir sobre a Rota do Milho estarão presentes no evento o deputado estadual Marcos Vieira, o secretário de Estado da Agricultura de Pesca e do Desenvolvimento Rural Ricardo de Gouvêa e o presidente da Fecoagro Cláudio Post. A mesa do “Painel tecnológico: incentivo às culturas de inverno” será composta pelo secretário adjunto de Estado da Agricultura,  da Pesca e do Desenvolvimento Rural Ricardo Miotto, pelo presidente da Cooperativa Agropecuária Camponovense (Coocam) João Carlos Di Domenico, pela gerente corporativa da Agropecuária e Nutrição Animal da Seara Alimentos Sandra Bonaspetti e pelo coordenador do Núcleo de Melhoramento e Biotecnologia da Embrapa Trigo Eduardo Caierão.

PARCEIROS DO EVENTO

O evento será promovido pelo Canal Rural, pela Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho), pela Associação dos Produtores de Sementes do Mato Grosso (Aprosmat) e pela Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja). Também conta com o apoio da Dekalg e da Secretaria da Agricultura, da Pesca e do Desenvolvimento Rural de Santa Catarina.

O Sistema Faesc/Senar-SC, a Organização das Cooperativas do Estado de Santa Catarina (Ocesc), o Sindicato das Indústrias da Carne e Derivados no Estado de Santa Catarina (Sindicarne), a Associação Catarinense de Avicultura (ACAV) e a Federação das Cooperativas Agropecuárias do Estado de Santa Catarina (Fecoagro) serão responsáveis pela realização local. A Indutar e a Ihara são patrocinadoras do Fórum Mais Milho.

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.