Informações da Sanepar e Casan sobre o nível baixo do rio Negro

Por Everton Lisboa (Click Riomafra) - 13/04/2020

Várias fotos divulgadas neste domingo (12) nas redes sociais mostram a situação atual do rio Negro, que está com o nível abaixo do normal devido à estiagem que atinge a região sul do país. Muitos internautas ficaram preocupados e questionaram sobre o possível racionamento de água.

LEIA TAMBÉM: Prefeituras podem penalizar atividades que geram desperdício de água

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

O jornalismo do Click Riomafra entrou em contato com a Senepar e com a Casan, empresas responsáveis pelo abastecimento de água em Rio Negro-PR e Mafra-SC. Ainda não há decisão de racionamento de água nas duas cidades, mas ambas as empresas reforçaram o pedido para que a população economize água. Confira na íntegra as informações:

SANEPAR:

A estiagem tem afetado sobremaneira o rio Negro, manancial de abastecimento da cidade. O nível do rio, que numa situação de normalidade tem uma média de 1,50 m, hoje está apenas com 0,34 m, conforme monitoramento de nível da Copel, com régua instalada embaixo da ponte de ligação Rio Negro – Mafra.

A Sanepar está estudando alternativas para melhorar a adução, no entanto, está encontrando bastante dificuldade pela indisponibilidade de outros mananciais e pelo nível baixo em toda a extensão do rio Negro.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

A orientação é que o consumo seja extremamente racional e econômico. Que a água seja utilizada apenas para a higiene pessoal e atividades imprescindíveis, evitando o uso na lavagem de calçadas e carros. Recomenda-se também o reaproveitamento da água usada por máquinas de lavar roupa, por exemplo.

CASAN:

Apesar do rio Negro estar com o nível abaixo do normal, o ponto de captação de água bruta da CASAN opera dentro de segurança técnica e o município segue com fornecimento de água regularizado. Algumas imagens que circulam em redes sociais não são do ponto de captação da CASAN, mas de uma outra empresa de saneamento, que também obtém água no Rio Negro.

A segurança de operação em Mafra se dá pelos investimentos e pelas melhorias que vêm sendo realizadas realizados no município e também em função de operações preventivas, como a limpeza do crivo presente na captação do Rio Negro e também do poço de sucção onde estão instaladas as bombas.

A CASAN alerta, no entanto, que medidas de economia são sempre muito importantes, especialmente em períodos de estiagem e neste momento em que a água é um dos principais recursos para enfrentamento da pandemia de coronavírus. A agência local estima que com o isolamento social houve um aumento de aproximadamente 30% no consumo de água. 

 A Companhia pede a colaboração de todos os moradores para que priorizem o uso da água em atividades essenciais e evitem principalmente a lavação de pátios, calçadas e carros. Reduzir o tempo no banho e manter a torneira fechada ao escovar os dentes, fazer a barba, lavar louças e roupas são outras contribuições muito importantes.

- CONTINUA APÓS A PUBLICIDADE -

DICAS DE ECONOMIA

De acordo com o site Clima Tempo, não há previsão de chuva constante para os próximos dias em Rio Negro e Mafra. Portanto, a população deve economizar água o máximo possível. Confira algumas dicas:

  1. Tome banhos mais curtos

De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), cinco minutos é o tempo ideal para conseguir se lavar adequadamente e conseguir um uso sustentável de água e energia.

  1. Feche o chuveiro sempre que possível

Além de demorar menos tempo no banho, evite deixar o chuveiro aberto enquanto se ensaboa e ligue-o apenas quando for se enxaguar.

  1. Mantenha a torneira fechada

Ao escovar os dentes, lavar o rosto ou as mãos, mantenha a torneira fechada. A economia é de 12 litros em casas a 80 litros em apartamentos. Fique atento também se a torneira não continua pingando água mesmo quando fechada. No período de um ano, ao menos 16 mil litros de água limpa são desperdiçados apenas pelo mau fechamento das torneiras.

  1. Cuidado com os vazamentos

Por mês, 96 mil litros de água potável são desperdiçados por um buraco de dois milímetros em um cano. A quantidade de um dia é capaz de lavar todas as roupas em uma só lavagem na máquina de lavar.

  1. Use a descarga com consciência

Se pressionada por seis segundos, cada descarga do vaso sanitário consome entre 6 e 10 litros de água. Utilize-a somente quando houver necessidade e não jogue lixo no vaso sanitário.

  1. Limpe antes de lavar

Muitas pessoas exageram no consumo de água na hora de lavar louça, seja por deixar a torneira aberta ou porque a louça está muito suja. Para evitar, retire o excesso de sujeira dos pratos, copos, talheres e panelas a seco, antes de abrir a torneira e mantenha-a fechada. Com a máquina de lavar louças, tenha atenção para liga-la apenas quando estiver cheia.

  1. Lave a roupa com menos frequência e mais atenção

Ligue a máquina de lavar roupas apenas quando ela estiver completamente cheia; o consumo de uma máquina de cinco litros é de 135 litros a cada uso. Você também pode deixar a roupa acumular e lavar tudo de uma só vez.

  1. Não utilize a mangueira

Seja para lavar o carro ou regar as plantas, não utilize a mangueira: se usada por 15 minutos, ela consome 180 litros de água. Para lavar o carro, prefira um pano úmido e balde e, para regar, um regador.

  1. Use a vassoura para limpar a calçada

Não utilize a mangueira para lavar a calçada; além de desnecessário, o consumo de água é grande. Prefira uma vassoura ou água de reuso.

  1. Cuide da água da piscina

Sempre que não utilizada, cubra a piscina – assim, a evaporação diminui em até 90%. Em uma piscina de tamanho médio, a perda chega a ser de 3.785 litros por mês, o suficiente para consumo de quatro pessoas por um ano.

  1. Atente-se à caixa d’água

Não deixe a caixa transbordar e mantenha-a sempre fechada para evitar a evaporação. Junto do consumo moderado, as chances dela durar mais tempo são maiores.

  1. Reaproveite a água

A água do banho e da máquina de lavar pode ser reutilizada para fazer as pequenas limpezas, como a da calçada ou do carro, e principalmente para dar a descarga.

  1. Aposte em sistemas de reutilização

Os sistemas de reuso profissionais são caros, mas um investimento que, em longo prazo, gera economia no consumo de água e ainda mais na conta.

Fotos: Divulgação/redes sociais

- Publicidade -
COMPARTILHE

PUBLIQUE UM COMENTÁRIO

Por favor, digite o seu comentário.
Por favor, informe o seu nome.