Quarta-feira 08 de abril de 2020

Publicado por Trombelhudo - 08/04/2020 - 15h36

Olá minha gente abençoada da minha querida Riomafra!

Não vou nem perguntar, como estão todos? A pergunta agora é: aonde vamos todos? Do jeito que está a situação, principalmente aqui no Brasil, os que escaparem do “corona”, pelo jeito, não escapam das consequências dele e da incompetência dos nossos governadores que estão exterminando com a economia dos estados…

“Tá na hora dos nossos governantes pararem de ensinar como se lava as mãos com álcool gel e ensinar como iremos sobreviver sem trabalhar…”

Tudo errado, trabalhar não pode, mas ir aos bancos, lotéricas, farmácias e supermercados “empilhados” de gente amontoadas, aí pode? Pelo jeito, só será infectado quem abrir o comércio e trabalhar? Ou será que estas pessoas que estão nas imensas filas de bancos amontoados, em supermercados, lotéricas, farmácias não vão levar o vírus para dentro de casa, justamente para as pessoas do grupo de risco, como idosos, por exemplo? Não têm lógica isto que estamos presenciando minha gente!

O que dizer dos idosos nas filas dos bancos por aqui em Riomafra? Mas também, não é todos que têm filhos ou alguém para resolver as coisas para eles… a maioria têm que se virar sozinho, senão padecem!

Basta dar uma voltinha aqui por Riomafra e ver a multidão nas filas de bancos, lotéricas e até em farmácias, tudo amontoado… Sem falar nos supermercados por aqui neste último sábado, que não dava nem para caminhar dentro deles, principalmente dos dois maiores… Nem estacionamento tinha, tamanho era a quantidade de pessoas que estavam nos mercados… Aí pode?

Agora pergunto: adianta deixar várias empresas fechadas por mais de 15 dias e todo mundo ir nestes locais amontoados? Isto é o isolamento social proposto pelo governo do estado, apoiados pelas demais autoridades e a grande imprensa?

Frear a pandemia por aqui, não sei estão conseguindo desta forma? mas quebrar um monte de empresas e desempregar um monte de gente, pelo jeito já estão conseguindo? Palmas para vocês!

Não dá para entender, uns pode outros não pode sob a argumentação de que são serviços essências e tudo mais, mas muitos que estão abrindo não são serviços essenciais e causam aglomeração de pessoas, enquanto lojinhas e pequenos comércios que jamais formariam aglomerações e que são mais sensíveis a economia não podem? Tudo errado mesmo!

Enquanto isto os mercados aglomerados de gente, esfolando a população subindo o preço da maioria das coisas aí pode? Aliás, cadê o pessoal do Procon de Riomafra que pelo jeito nada está fazendo?

Em tempos de pandemia, população trabalhadora confinada em casa, sem dinheiro e renda e os mercados subindo o preço… Isto nosso governador não vê e nada faz! Deveria ser proibido aumento de preços, principalmente nos itens da cesta básica! Basta ver como está o preço do leite, ovos entre outros gêneros alimentícios que não para de subir em tempos de “pandemia”! Isto está virando sim um “pandemônio” na vida de todos!

É muito fácil, senhores governantes, confinarem as pessoas em casa, ouvindo a OMS, infectologistas que falam tudo o que vocês querem ouvir e tudo mais, dizendo que esta é a melhor forma de combater o contágio! Será que acima de tudo isto não é uma atitude cômoda e covarde? Será que não existem outras formas de enfrentar o inimigo do que fugir dele? Como disse semana passada, ele está lá fora e não vai embora porque você se enclausurou, uma hora você terá que sair e ele estará lá fora te esperando! Ou alguém irá para as ruas e o trará até você e poderá ser contagiado de igual forma, fugindo ou não!

Também questiono até quando as pessoas conseguirão ficar enclausuradas em casa, será que não ficarão doentes também? Olhem os problemas familiares e sociais que isto já está causando, brigas, violência doméstica contra as mulheres, separações, tentativas e até homicídios e suicídios já estão sendo registrados por este pouco tempo de quarentena! Problemas e doenças piores poderão surgir devido a este confinamento. Pois o ser humano não foi feito para ficar preso, mas sim livre, ele adoece, enlouquece e muito nestas condições!

Entendo que o sistema e os governantes tem que parar de ser acomodados e medrosos e criar outras formas melhores e mais inteligentes de enfrenta-lo e proteger principalmente os que estão no grupo de risco, como os idosos, por exemplo… Existem sim alternativas racionais para lidar com o problema!

Outra coisa, senhor governador, deputados, prefeitos vereadores e demais autoridades e funcionalismo público… Quando que vocês vão fazer a parcela de vocês e reduzir o salário pela metade também?

Poucos políticos estamos vendo dar o exemplo, como os prefeitos de Florianópolis, Apiuna, Rio do Sul, Concórdia, Indaial, Dioníso Cerqueira, São João do Oeste, Pomerode, Bal. Camboriú, Quilombo e (Francisco Beltrão no Paraná) entre outros que estão reduzindo os seus salários e dos vice-prefeitos e secretários… Em alguns municípios os vereadores também estão fazendo o mesmo pra colaborar com pandemia do coronavírus…

E aqui por Riomafra, não vão seguir o exemplo? Até agora só ouvi blá-blá-blá nas redes sociais de políticos falando e ainda por cima, parece que mais fazendo campanha do que de fato, dando boas ideias e tomando atitudes!

Parece que têm muita gente oportunista também aqui em Riomafra, do que de fato, querendo ajudar! Em contrapartida, muita gente boa querendo ajudar até de forma solidária e sendo vista com outros olhos também!

Outra coisa estapafúrdia foi aquele episódio desta segunda-feira, onde o governo federal, praticamente parou para definir se o ministro da saúde, Luiz Henrique Mandetta, saia ou não do cargo! Só no Brasil mesmo que coisas assim acontecem: em meio a uma pandemia mundial o presidente, por não concordar com certos pensamentos ministro, trava todo o sistema de saúde de um país. Pior ainda os funcionários e “cupinchas” do Mandetta, ficaram de braços cruzados quase “batendo panela”, esperando a situação se definir, enquanto os números do covid-19 não para de crescer no país…

Quero ver o que vai ser deste nosso Brasil a hora que a tal da pandemia do coronavírus se “escafeder”? Aí sim veremos o “pandemônio” que este sistema deixou para nós! Se você está apavorado com o corona, espere e verás o que nos aguarda! Infelizmente!

Bem! Em tempos de Páscoa, pelo menos tudo isto está servindo para nós repensarmos um pouco, sobre o que hôme lá de cima sempre nos propôs e quis de nós…

Taí minha gente! O exemplo vivo, daquilo que escrevo aqui todos os anos em época de Páscoa!

Será uma grande oportunidade para toda a humanidade, refletir muito no que está acontecendo, talvez o nosso criador esteja nos dando um puxão de orelhas ou quem sabe até uma das últimas oportunidades de vivermos no seu plano?!

Escolheu justamente esta época, a Páscoa, onde ele morreu ressuscitou por nós. Talvez seja isto que ele queira nos mostrar e avisar neste momento?!

Mostrar que não somos nada, frágeis e vulneráveis diante de um inimigo tão pequeno que nem podemos vê-lo e sequer imaginá-lo, mas que pode ser tão letal contra nós seres humanos e poderosos que achamos que somos!

Seria uma provação? Talvez Deus nos queira mostrar nossa insignificância perante a natureza criada por ele que muitas vezes menosprezamos…

Talvez ele tenha tentando todos este tempo nos mostrar o seu caminho pelo amor! Como não aprendemos, agora queira nos mostrar na prática e pela dor?

Também seja um momento para entendermos, que: ricos ou pobres, humildes ou poderosos, sucumbimos da mesma forma, deixando claro que somos todos iguais!

Enfim, talvez ele esteja querendo nos mostrar que: “Mas do que lavar as mãos, a humanidade precisa lavar o coração, a mente a consciência e, sobretudo nossas almas”!

Tenham todos uma Santa Páscoa e que aproveitamos desta vez: este momento para refletirmos, orarmos e simplesmente nos redermos ao nosso criador. Talvez definitivamente, seja este o momento!

- Publicidade -

ENVIE UM COMENTÁRIO

IMPORTANTE: O Click Riomafra não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Todos os comentários que estão de acordo com a política de privacidade do site são publicados após uma moderação.