Quarta-feira 08 de maio de 2019

Publicado por Trombelhudo - 08/05/2019 - 11h04

No país em “colapso” onde ninguém se entende neste governo, enquanto isto, o STF nem aí com nada, quer “torrar” dos cofres públicos R$ 1,13 milhão, em lagosta e vinhos importados que tenha ganhado pelo menos quatro premiações internacionais… Pode?

Pode, pode sim… Afinal este é o sistema que tanto falo que os brasileiros aprovam e querem que continue… Esta aí, mais um exemplo, o povo se lascando, a grande maioria passando fome, enquanto eles saboreiam lagostas e vinhos internacionais premiados, com dinheiro dos nossos impostos…

Agora, imagine se, por exemplo, um prefeitinho qualquer, faz uma licitação destas, será que após ser denunciado e responder uma ação civil pública em todas esferas, iria ter guarida na suprema corte do país?

Desta maneira a própria juíza Solange Salgado, do Distrito Federal que cassou a compra do “banquete”, alertando que o edital da lagosta e do vinho não se insere como “necessário para a manutenção do bom e relevante funcionamento do Supremo Tribunal Federal” e os itens exigidos na licitação “destoam sobremaneira da realidade socioeconômico brasileira, configurando um desprestígio ao cidadão brasileiro que arduamente recolhe seus impostos para manter a máquina pública funcionando a seu benefício”.

Também no seu entendimento, Solange em sua decisão cita que o valor do pregão – de até R$ 1,13 milhão – é “aviltante”, além de criticar o “luxo desnecessário” a membros do STF, sob o argumento de que a compra representa um “potencial ato lesivo à moralidade administrativa”.

Só que para infelicidade da sociedade brasileira sua decisão foi reformada em instância superior pelo desembargador Kassio Marques, vice-presidente do TRF-1.

STF alega que pagará apenas pelo que for efetivamente demandado e consumido e que o valor da licitação. A corte alega ainda que seu conteúdo foi analisado e validado pelo Tribunal de Contas da União, “mas com redução de escopo: dos 21 itens contratados pelo ministério, 15 são objeto da licitação do STF”.

Sobre o custo, declarou que “o valor de R$ 1,1 milhão é uma referência, que será submetida à disputa de preços entre as participantes do pregão. Além disso, o contrato prevê que o STF pagará apenas pelo que for efetivamente demandado e consumido, tendo o valor global do contrato como um teto.

Quer mais um exemplo do povo bancando o “SISTEMA”? Então lá vai…

Câmara concede passaporte diplomático a 404 filhos e cônjuges de deputados… Sim isto mesmo!

Este passaporte diplomático é uma das cinco categorias desse documento que o país emite. Uma das diferenças do carimbo “diplomático” são os privilégios para quem viaja ao exterior. Na prática, facilita o trânsito internacional, dá acesso a fila separada no serviço de imigração e mais facilidade para obter vistos, quando necessário. Isso porque o documento mostra que é um reconhecimento do governo ao portador.

Têm direito ao passaporte diplomático os representantes dos três poderes, membros eleitos para o Parlamento e outros cargos de alto escalão… Então por que os familiares dos deputados estão fazendo uso deles…

Esta aí mais um exemplo da conta que os “patos” dos brasileiros pagam, por serem vítimas do SISTEMA que continua firme e forte, cada vez que você aperta o botão verde na urna eletrônica, não importa pra quem! Entenderam agora, ou preciso continuar desenhando?

Gente! Este país está descambando para um lado muito tenebroso de total escárnio e sem volta… Cada dia fico mais apavorado com tudo que vejo!

Agora surgiram informações de que e o Brasil está entrando em colapso e já está praticamente quebrado, necessitando até junho cerca de R$ 250 bilhões para pagar despesas de folha de pagamento. Só que a desculpa do governo é aprovar a Reforma da Previdência, e colocou seus blogueiros de plantão para fazer a cabeça do povão para pressionar os deputados para a aprovação da mesma.

Só que uma coisa não têm nada a ver com outra, previdência é uma coisa, furo na folha de pagamento dos servidores federais e tudo mais, é outra coisa…

Outra coisa, aumento do gás, diesel, gasolina, também não têm nada a ver com reforma da Previdência… Isto é balela!

Este governo com quatro meses no poder, já se demonstra totalmente perdido e sem articulação. Só que o povão ainda está em “Lua de Mel” com o Bolsa e acredita na salvação da lavoura… Você que é “bolsomínion” é bom JAIR se acostumando que o Bolsa não é o Messias que a grande maioria dos brasileiros acreditam ser ele… É igual a todos os outros, simplesmente a serviço do sistema.

Vamos em frente…

E as coisas aqui por Riomafra também deixam povão aflito…

Principalmente em Rio Negro com relação à segurança, onde neste final de semana o centro da cidade viveu mais uma madrugada violenta, onde um cidadão foi baleado em pleno centro da cidade e teve até “telequete” na Praça João Pessoa em plena luz do dia!

Cadê os novos policiais que o Paizani ficou de trazer? Se não fosse a PM de Mafra novamente cooperar, imaginem o que poderia acontecer?!

Afinal cadê a segurança em Rio Negro? Até quando vamos ver nos jornais nossos políticos locais prometendo, prometendo e prometendo a todo momento e nada! Já são dois mandatos que o Paizani e os vereadores prometem buscar aumento no efetivo policial e nada até agora?

Enquanto isto, os rionegrenses que acreditam nestas promessas têm que ficar trancafiados nos seus lares torcendo para que o pior não aconteça! Até quando isto?

Em Mafra também, mesmo com todo o efetivo policial, têm alguns pontos que devem ser redobrados a segurança, como por exemplo, na rodoviária, onde também tivemos “UFC” dias destes, disputando o cinturão da sem-vergonhice em plena luz do dia, em um local onde pessoas de todas as partes chegam em Mafra! Que vergonha!

Por falar em luz, pelo jeito a situação da iluminação pública em Mafra deverá ser resolvida com a contratação da nova empresa que já deve começar a operar no município… Ufa! Esperamos que Mafra volte a brilhar nas noites pelos diversos bairros por aí…

E como vai ficar a situação da Casan em Mafra, o município vai ou não renovar o contrato com ela?

Acho que esta questão deveria ser levada a uma audiência pública, para que a sociedade tenha oportunidade de participar com vez e voz nesta decisão… Aliás, a maioria das decisões tanto de Rio Negro quanto Mafra o povão não opina e muito menos participa…

Também, quando é dada a oportunidade da sociedade participar ela se isenta e ausenta. Exemplo são as audiências públicas da LOA, LDO… Entre outras, quando elas ocorrem aparecem meia dúzia de “gatos pingados” e depois ficam bradando, “rugindo” e “uivando” nas redes sociais, como se fossem os “caras” participativos e preocupados com o futuro e bem estar social da nossa Riomafra.

Então pessoal! Por hoje ficamos por aqui, um forte amplexo a todos, cuidem-se bem e até a próxima!

- Publicidade -

ENVIE UM COMENTÁRIO

IMPORTANTE: O Click Riomafra não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Todos os comentários que estão de acordo com a política de privacidade do site são publicados após uma moderação.