Quarta-feira 15 de agosto de 2018

Publicado por Trombelhudo - 15/08/2018 - 12h53

Olá pessoal! Após algumas semanas de “molho” (problemas de saúde), cá estamos nós com a corda toda e mais indignados do que nunca!

Quase tive uma recaída na minha saúde, quase um infarto e vomitei, quando a mídia noticiou o aumento de 16,38% no aumento nos salários dos ministros do STF! Agora mais conhecido como $TF?

Gente! Não posso acreditar nisto! Do jeito que está o Brasil, “arrombado”, estado quebrado, desemprego recorde, recessão e tudo mais… estas autoridades, que deveriam ser o exemplo e que são pagos por nós como a suprema corte da justiça do Brasil, legislando em causa própria? É o fim da picada mesmo!!!

Estão literalmente na contra mão da situação e virando as costas para os brasileiros, querendo beneficiar não apenas eles, mas sim a elite do funcionalismo público do Brasil!

Considerada o teto do funcionalismo público, a remuneração dos ministros, atualmente em R$ 33,7 mil, pode subir para R$ 39,2 mil, um aumento de R$ 5,5 mil.

Isto iria causar um rombo de mais de R$ 4 bilhões, pois virará um “efeito cascata” onde todos os outros dois poderes (legislativo e executivo), incluindo o Senado, Câmara e os demais irão fazer o mesmo!

Este aumento está causando revolta à sociedade brasileira, que tomando como parâmetro o percentual do aumento do salário mínimo de 2017 para 2018, que foi de 1,81%, e o índice oficial da inflação (IPCA) de 2,95%, temos que aceitar passivamente o percentual de reajuste do judiciário e seus consectários, de 16,38%, que notadamente viola os princípios da razoabilidade, da proporcionalidade e dos objetivos da República Federativa do Brasil em construir uma sociedade livre, justa e solidária e reduzir as desigualdades sociais.

Porém já existe uma ação popular contra a medida, impetrada na justiça federal, tentando barrar este aumento. Agora eu quero ver, de que forma eles vão julgar esta ação?

Vale lembrar que o próprio STF, recentemente suspendeu o aumento de 10,15% nos salários dos professores do estado de São Paulo! Então: “pau que bate em Chico, não bate em Francisco”? Ou seja: “pau que bate em professor não bate em ministro”? Vamos aguardar!

E quem vai pagar tudo isto! Nós o povão, a classe trabalhadora que está virando escravo sem perceber dos poderes constituídos e funcionalismo público, que não abrem mão dos polpudos salários e benefícios, enquanto o povão ganhado nem “milão” por mês!
Vamos em frente…

E por aqui em Riomafra também têm broncas em cima de broncas…

– Segurança em Rio Negro, cada dia pior!

– Saúde em Rio Negro, cada dia piorando (em estado grave)!

– Trânsito em Rio Negro e Mafra, cada dia mais caótico! Filas quilométricas para atravessar as pontes! Aliás, cadê a tal da terceira ponte que ambos os atuais prefeitos prometeram?

Ano passado ambos afirmaram que já tinham contado lá em Brasília através dos “amigos” deputados e a tal da ponte iria sair… Cadê?

Até hoje sequer os representantes de ambos os executivos sentaram e se reuniram para juntos equalizarem a situação do nosso trânsito, muito menos da tão prometida terceira ponte!

Os dois presidentes das Câmaras, no início do ano também “posaram para as fotos” e saíram nos jornais locais, prometendo um monte de coisas, inclusive melhorias no trânsito de Riomafra e tudo mais, só que até agora, nada!

Paizani em Rio Negro parece que só pensa em fazer pracinhas e asfaltar ruas… Agora vai contrair um empréstimo de mais de R$ 5 milhões… Para continuar a pavimentar ruas e construir pracinhas? Quando escrevo aqui, que Rio Negro não faz quase nada com recursos próprios e só com o dinheiro do estado, tem gente que ainda não acredita!

Porque não faz um empréstimo deste porte para reabrir a maternidade e tirar o sofrimento das mães rionegrenses que continuam sofrendo para ter seus filhos a centenas de quilômetros de Rio Negro em Campo Largo?

Asfaltamento e pracinhas o governo do estado dá dinheiro a “rodo” para todos os municípios do Paraná. Não precisa de empréstimo milionário para isto. Não dá para entender!

Agora vamos falar dos nossos seis ilustres candidatos a deputado estadual por Mafra, que pode virar em “osso de minhoca” e ficarmos a ver navio novamente!

Li a reportagem aqui do mais lido quarta-feira passada alertando sobre isto e fiquei “p… da vida”!

Parece que nossos políticos vão morrer de velhos e sem dentes e não vão mesmo querer o bem de Mafra! Inconcebível isto minha gente!

Parece piada mais não é, seis candidatos a deputado, em um universo de 38.777 eleitores, a conta não fecha minha gente. Se todos os eleitores mafrenses votassem somente para os candidatos locais (algo utópico), daria 6.460 votos para cada um. Será que eles não entendem que a conta não fecha e não iremos eleger ninguém novamente?

Este cálculo simples, baseado em 100% dos votos úteis e sem contar os paraquedistas que na eleição de 2014, levaram mais de seis mil votos daqui e os votos nulos e brancos que deverão subir assustadoramente nestas eleições. Parece que nossos candidatos e seus partidos, não têm nenhum comprometimento com o povo e o futuro de Mafra, ou não sabem fazer contas? Ou estão achando que irão conquistar muitos votos fora de Mafra? Nas outras cidades da região, também tem vários candidatos e não vai ser fácil pra ninguém!

E cadê as entidades de classe da nossa cidade que nada fazem e estão olhando a banda passar? Por que não tomam uma atitude e fazem pelo menos uma campanha contra o excesso de candidaturas, que só vai dificultar a chance de termos um representante na Alesc?

Em Canoinhas, por exemplo, a Associação Comercial e Sindicatos dos Lojistas já entraram na briga e estão agindo, fazendo campanha para o voto local e regional. E aqui que nossas entidades de classe estão fazendo? Até agora não vi nada!

Vou dar uma ideia: que tal nossas entidades de classe, se reunirem e contratarem a UnC, por exemplo, para fazer uma pesquisa com o nome dos seis postulantes e ver qual deles tem maior condição de se eleger? Aí reúne eles, expõe a situação e a condição aos postulantes e seus partidos e joga para a opinião pública decidir?

Não vejo outra saída a não ser “um choque de realidade” neles e no eleitor, que também parece não estar muito preocupado com a situação!

Minha gente! Algo terá que ser feito senão o final da novela será o mesmo das outras eleições! Mafra sem representante lá em Floripa!

Gente boa, por hoje ficamos por aqui. Um amplexo a todos e cuidem-se bem!

- Publicidade -

ENVIE UM COMENTÁRIO

IMPORTANTE: O Click Riomafra não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Todos os comentários que estão de acordo com a política de privacidade do site são publicados após uma moderação.