Quarta-feira 17 de julho de 2019

Publicado por Trombelhudo - 25/07/2019 - 14h15

Salve, salve amigos de Riomafra, c√° estamos aqui novamente na p√°gina mais lida e mais aguardada de todas as quartas-feiras…

Ent√£o! A pergunta de hoje √©: Voc√™ sabe fritar hamb√ļrguer? Se sim, ent√£o voc√™ tamb√©m pode se candidatar a vaga de embaixador do Brasil em Washington, l√° nos States…

Pode uma coisa destas? √Č s√≥ no Brasil, o ‚Äúpa√≠s da piada pronta‚ÄĚ que um filho de um presidente da Rep√ļblica fala uma asneira destas e o seu pai a maior autoridade do pa√≠s e um mote de brasileiros ainda acham o m√°ximo e batem palmas… Viva a rep√ļblica das bananas! Viva o pa√≠s que pouco √© levado a s√©rio no mundo inteiro, por causa de cita√ß√Ķes e exemplos como estes!

Gente! ‚ÄúSer√° que ser filho do presidente, fazer hamb√ļrguer, falar ingl√™s e ser amigo da fam√≠lia Trump s√£o predicados para assumir importante cargo? Parece mais um capricho do pai querendo agradar o filho. Com quais interesses? Parece que os interesses do estado est√£o sendo confundidos com os da fam√≠lia. √Č muita responsabilidade para uma pessoa sem nenhuma experi√™ncia no ramo, ‚Äú√© como um adolescente pilotando um Boeing..‚ÄĚ

Presidente parece completamente ‚Äúsem no√ß√£o‚ÄĚ: Pelo jeito n√£o faz a real ideia do que √© ser um embaixador (representante) do Brasil na maior pot√™ncia mundial. Trata-se de uma embaixada muito estrat√©gica. Para assumir tal cargo voc√™ precisa ter, no m√≠nimo, 30 anos de carreira e ter passado por diversos outros pa√≠ses. Precisa de algu√©m muito experiente, que tenha uma carreira longa.

Al√©m do mais, vai ter elei√ß√Ķes agora nos Estados Unidos se o presidente que for eleito for um democrata, liberal, poderemos ter um problema muito grande de relacionamento com o Brasil.

H√° outros nomes de carreira e gabaritados para assumir tal cargo no Brasil e que n√£o s√£o ligados partidos pol√≠ticos e justamente um dos filhos do presidente, o qual fica uma p√©ssima imagem al√©m de configurar em nepotismo….

Al√©m do mais tal indica√ß√£o n√£o pode ser simplesmente uma vontade do presidente, ele deveria que ouvir opini√£o de especialistas e da pr√≥pria sociedade e n√£o simplesmente, a todo custo, na ‚Äúmarra‚ÄĚ ‚Äúarrumar uma boquinha‚ÄĚ para o seu filh√£o, e ponto final!

Mas n√£o era o Bolsa que disse que iria acabar com os privil√©gios de poucos neste pa√≠s e as pessoas iriam ocupar cargos p√ļblicos por merecimento e n√£o por apadrinhamento? Ta a√≠ o e maior exemplo vindo da pr√≥pria casa!

Isto √© o retrato da forma que os pol√≠ticos lidam com a coisa p√ļblica no Brasil… Volto a dizer, este √© o tal ‚Äúsistema‚ÄĚ que tanto combato em todas as edi√ß√Ķes deste jornal…

E em meio a tudo isto, o Congresso agora quer criar o maior imposto do mundo, que geraria um tributo de 30% sobre o consumo, ou seja o IVA (Imposto sobre Valor Agregado)…

N√£o sei mas que v√£o tirar do povo e da classe produtora deste pais? Criticamos tanto o socialismo e outros modelos, mas sequer imaginamos que somos mais escravizados ainda por este sistema…

Este √© o Congresso Brasileiro, que s√≥ pensa em suas mordomias, altos sal√°rios, conchavos e esfolar o povo que os elege e paga toda esta conta…

Que nem disse o ent√£o presidente da Rep√ļblica J√Ęnio Quadros j√° em 1961: ‚ÄúMetade do Congresso Nacional s√£o incapazes e a outra metade, capazes de tudo…‚ÄĚ Est√° frase parece que vai servir para sempre no Brasil. Infelizmente…

Vamos em frente…

Na semana passada a Gazeta publicou uma mat√©ria dando conta que perdemos o controle da Epagri para Canoinhas, ou seja, at√© alguns meses atr√°s existia uma regional da estatal em Mafra e outra em Canoinhas, da√≠ com a desculpa do atual governo em cortar gastos, acabamos perdendo a batalha para Canoinhas, onde a ger√™ncia ficar√° no munic√≠pio vizinho…

O gerente regional durante sua visita na C√Ęmara de Mafra nesta segunda-feira tentou explicar… Justificar e tudo mais… S√≥ que n√£o adianta, sa√≠mos perdendo e ponto final, mesmo sob todos os argumentos de que teria at√© aumentado o n√ļmero de funcion√°rio e tudo continuar√° igual e tudo mais… S√≥ que na hora que um vereador perguntou se a Epagri de Mafra continuar√° todos os dias de portas abertas, ele deu a entender que n√£o, provavelmente um a dois dias por semana ela ter√° somente expediente interno… Ent√£o j√° sabemos que n√£o vai mesmo ser a mesma coisa… Explicado!

Mas a preocupa√ß√£o maior n√£o se deve s√≥ ao fato de perdermos (politicamente) a ger√™ncia para Canoinhas e tudo mais, o que preocupa √© justamente tudo aquilo que estamos a d√©cadas escrevendo aqui na Gazeta: a falta de representatividade de Mafra junto ao estado e a uni√£o…

A perda da ger√™ncia da Epagri, s√≥ demonstra um pouco do que veio e poder√° vir dentro em breve e com o passar dos anos se nossos pol√≠ticos locais continuarem com mesma mentalidade dos antigos, de olhar somente no pr√≥prio umbigo, no pr√≥prio projeto pol√≠tico e esquecer-se do coletivo ou de um grande projeto pol√≠tico para Mafra…

Como vimos nas √ļltimas elei√ß√Ķes tivemos um monde de ‚Äúaloqui√ßados‚ÄĚ saindo candidatos a deputado estadual por Mafra, pensando somente em si mesmos e no partido e mais uma vez deram um ‚Äúgolpe certeiro na moleira‚ÄĚ de Mafra, deixando-nos mais uma vez aleijados por mais quatro anos sem ter um legitimo representante de Mafra na Alesc… √Č por esta e por outras que vir√£o pergunto: se tiv√©ssemos um deputado mafrense l√° na assembleia, ser√° que n√£o ficar√≠amos com a regional em Mafra?

Ent√£o meus eleitores, pol√≠ticos, presidentes de partidos locais, √© bom ‚Äújair‚ÄĚ se acostumando com as perdas de √≥rg√£os p√ļblicos para outras munic√≠pios vizinhos, pois como escrevi aqui v√°rias vezes, a √©pocas √°ureas de Colombo e Luiz Henrique acabaram para n√≥s mafrenses…

Ali√°s cad√™ os partid√°rios mafrenses do governador Mois√©s aqui em Mafra que pelo jeito, sequer sabiam que iriamos perder a regional da Epagri para Canoinhas? Afinal o que eles trouxeram para Mafra at√© agora nestes seis meses… De conquistas para Mafra n√£o sei, mas de cargos (tetas) em estatais para eles… Muito!

T√° na hora tamb√©m dos eleitores do governador Mois√©s aqui de Mafra, come√ßarem a cobrar das lideran√ßas pol√≠ticas locais estas a√ß√Ķes e algo para Mafra, inclusive uma visita do governador em nossa cidade…

Em tempo, vi em redes sociais as reclama√ß√Ķes das lajotas empilhadas, que foram tiradas da Gustavo Friedrich e seriam utilizadas nas outras vias pr√≥ximas, conforme a inten√ß√£o inicial do executivo mafrense…

S√≥ que segundo informa√ß√Ķes, devido ao tempo de uso, (mais de 30 anos) j√° estavam em decomposi√ß√£o e ao tir√°-las a maioria delas acabaram quebrando suas bordas e muitas at√© se partiram ao meio… Ent√£o sabe-se l√° se √© vantagem tentar reutiliz√°-las em outras vias, pois talvez acabe resultando em maior preju√≠zo para o poder p√ļblico ainda, gastar em m√£o de obra colocando um material seriamente comprometido com tempo?

Se analisarmos as mesmas lajotas da Av. Frederico Hayse, tamb√©m podemos notar que grande parte delas tamb√©m est√° partida e s√≥ est√£o l√° porque est√£o encaixadas umas com as outras… Faz sentido!

Pessoal! Por hoje é só vamos ficando por aqui, um grande abraço, até a próxima e cuidem-se bem!

 

 

 

 

 

 

- Publicidade -

ENVIE UM COMENTÁRIO

IMPORTANTE: O Click Riomafra não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Todos os comentários que estão de acordo com a política de privacidade do site são publicados após uma moderação.