Quarta-feira 24 de julho de 2019

Publicado por Trombelhudo - 24/07/2019 - 17h36

E no país que não têm fome, ou que segundo o presidente Bolsonaro: falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira”, cá estamos nós, famintos e sedentos por um Brasil melhor, com mais justiça social e de políticos que honrem o seu voto e olhem pelo seu povo que está cada vez mais, faminto, escravizado pelo sistema e passando cada vez mais necessidades…

Meu Deus… Cada semana uma surpresinha deste presidente que disse que iria olhar pelo povo brasileiro e que a justiça social seria uma de suas maiores metas…

Ainda bem que nem ele, nem Lula, nem Dilma e nenhum político deste sistema podre me representa… Zero (00000) para todos estes caras nas famigeradas urnas eletrônicas…

Esta semana ele resolve abrir a boca para falar uma besteira destas?

Disse que “O Brasil é um país rico para praticamente qualquer plantio; falar que se passa fome no Brasil é uma grande mentira (…) Você não vê gente pobre nas ruas com um físico esquelético como a gente vê em alguns outros países pelo mundo”, afirmou durante um café da manhã com jornalistas estrangeiros em Brasília.

Gente! O que se passa na cabeça deste cidadão? Será que ele não pensa antes de abrir a boca?

Então tá presidente! Acho que deveria se informar melhor, e veria que em dois anos, quase dois milhões de indivíduos rumaram para a pobreza extrema no Brasil, segundo dados do IBGE, aqueles que vivem abaixo da linha de pobreza extrema, cujos ganhos não passam do equivalente a R$ 7 diários, saltaram de 13,5 milhões em 2016 para 15,2 milhões no ano seguinte. Se consideradas as famílias que vivem com menos de 406 reais por mês, o total subiu de 53,7 milhões para 55,4 milhões. Este é o contingente de miseráveis lançados à própria sorte em um país que optou por desmantelar as tênues redes de proteção social, à cerca de um ano.

Já a Organização das Nações Unidas para Alimentação e Agricultura (FAO) apontou em setembro passado que os programas de combate à fome no Brasil se estagnaram, já que o número de pessoas que passam fome diminuiu apenas de 5,2 milhões em 2014 para 5,1 milhões em 2017.

Meu Deus! Em que mundo vive esse presidente? Não têm um canto neste Brasil que não vemos várias pessoas passando extremas necessidades, cada vez mais!

Até aqui em Riomafra que o problema não é tão crítico, vemos pessoas em extremas necessidades, basta ver o trabalho que é feito pelas Secretarias de Assistência Social!

Basta sairmos a noite que nos deparamos com pessoas passando frio e fome abandonadas por aqui também! Imaginem nos bairros mais pobres? Imaginem então a situação neste Brasil adentro em lugares de maior população e com menos recursos ainda?

Sem falar no desemprego que volta a assolar o país a níveis alarmantes, que estão levando famílias a passar necessidades e até fome? Hoje temos mais de 13 milhões de desempregados, rumo a situação de miséria e fome, se nada for feito!

Este presidente deveria sair da sua “caixinha de fantasia”, parar de viajar tanto para fora e falar coisas que não conhece, fazendo o brasileiro pagar “mico” e sim viajar pelo Brasil e conhecer a realidade do povo brasileiro…

A cada dia que passa se mostra mais desinformado em tudo quando é assunto e mais despreparado para governar este país… Aliás, poucas são as vezes que ele abre a boca e demonstra o seu total despreparo e falta de conhecimento!

Parece que nesta questão pouco mudou em relação a Lula e Dilma, só falta ele começar “estocar o vento” e “saudar a mandioca” também? Daí chegaremos a triste conclusão que estamos pior do que antes…

Vamos em frente…

Muito se fala e se cobra nos cães soltos pelas ruas de Riomafra fazendo algazarras, uns até atacando os transeuntes, mas a maioria deles abandonado, o que é o pior!

No vizinho município de Canoinhas, a justiça local, através de uma ação civil pública, determinou que o município recolha os animais abandonados pelas ruas da cidade. O executivo tem 100 dias para iniciar a construção de um canil público.

Para tomar esta decisão a magistrada, se baseou nas normas previstas na Constituição Federal e nas leis municipais, bem como no código de posturas do município. E em Riomafra o que diz as regulamentações municipais?

Em Canoinhas, segundo determinação judicial, o município terá de apresentar projeto de alojamento público municipal para o abrigo de “animais de rua”, devendo tal política pública ser associada a programas institucionais regulares de campanhas de adoção dos animais domésticos recolhidos, bem como a campanhas periódicas de reeducação da população canoinhense a respeito de cuidados com os animais próprios e de rua.

Após o município deverá providenciar a execução em local adequado, de todas as obras necessárias para a construção de alojamento de animais de pequeno, médio e grande porte, sob pena de multa diária, a ser revertida ao Fundo para Reconstituição de Bens Lesados (FRBL), em caso de descumprimento.

Acho que Riomafra está caminhando para acontecer isto também, caso nossas autoridades não tomem providencias de fato. Em nossas cidades existem leis específicas para isto, só que pelo jeito não são regulamentadas, aplicadas e muito menos fiscalizadas…

Acho também, que os donos destes animais são os maiores responsáveis por deixá-los soltos e muitos abandonados e deveriam sim, ser identificados e responsabilizados também! Deveriam no mínimo serem multados por abandono ou se for o caso até por danos a terceiros.

Gente! E segurança em Rio Negro, cadê os novos policiais que novamente nossas autoridades prometeram na mídia e nada? A cada semana Rio Negro fica mais violenta e os jornais retratam cada vez mais a situação em suas páginas policiais… É ocorrências de assaltos e furtos que só aumentam!

Não adianta o novo comandante da PM se desdobrar e sair catando os meliantes a unha, sozinho por aí… Precisamos é de menos fotos na mídia e discursos de nossos políticos e mais ação! Será que vai virar de novo promessa não cumprida?

Gente! Por hoje ficamos por aqui… Um forte amplexo a todos, até a próxima e cuidem-se bem!

- Publicidade -

ENVIE UM COMENTÁRIO

IMPORTANTE: O Click Riomafra não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Todos os comentários que estão de acordo com a política de privacidade do site são publicados após uma moderação.