Quarta-feira 26 de agosto de 2015

Publicado por Trombelhudo - 26/08/2015 - 11h34

Gentarada boa de Riomafra, c√° estamos n√≥s aqui, em mais uma quarta-feira, batendo na ‚Äúmesma tecla‚ÄĚ em defesa do meu pov√£o, doa a quem doer…

J√° estamos escrevendo aqui sistematicamente da situa√ß√£o que s√≥ piora neste Brasil. Dia ap√≥s dia o brasileiro n√£o sabe mais pra que lado correr, al√©m de tudo isto que j√° estamos cansados de escrever aqui e voc√™ de ler, outros fatores pioram ainda mais a situa√ß√£o, como o desemprego que est√° 8,3% segundo o PNAD (Pesquisa Nacional por Amostra de Domic√≠lios) feito pelo IBGE. Segundo o instituto √© o maior patamar da s√©rie hist√≥rica iniciada em 2012, com mais de 8,4 milh√Ķes de brasileiros desempregado. No primeiro trimestre a taxa de desemprego j√° havia alcan√ßado 7,9%.

No recorte regional, a região nordeste foi a que apresentou a maior taxa de desocupação no segundo trimestre, de 10,3%. Já a menor foi registrada pela região sul (5,5%). No norte a taxa ficou em 8,5%, no sudeste, em 8,3% e no centro-oeste, em 7,4%. Entre as unidades da federação, a Bahia teve a maior taxa (12,7%) e Santa Catarina, a menor (3,9%).

Agora, depois que ganhou a elei√ß√£o “fazendo o diabo”, Dilma mente que errou ao n√£o perceber a crise econ√īmica, alegando que n√£o viu a verdadeira situa√ß√£o econ√īmica do pa√≠s. Quem est√° pagando por esta mentira? N√≥s brasileiros!

A crise econ√īmica que a Dilma mente que n√£o viu¬† tirou o seu emprego, o colocou em lay off, dizem que j√° tem at√© data marcada para entregar o seu aviso pr√©vio.

A crise econ√īmica que a Dilma mente que n√£o sabia reduziu o seu seguro desemprego: agora voc√™ tem muito menos tempo para encontrar uma nova vaga, sabendo que desde o in√≠cio do ano quase um milh√£o de empregos foram fechados.

A crise econ√īmica que a Dilma mente que n√£o percebeu colocou os juros em 14,25% por m√™s, o cheque especial em mais de 100% e o cart√£o de cr√©dito chegando a quase 400%. E fechou os empr√©stimos consignados nos bancos privados porque tavam roubando o trabalhador.

A crise econ√īmica que a Dilma mente que n√£o imaginava existir trouxe de volta a infla√ß√£o para mais de dois d√≠gitos, vai nos dar um PIB negativo de at√© menos 3% em 2015, at√© menos 1% em 2016 e crescimento zero em 2017, destruindo os fundamentos econ√īmicos do pa√≠s. Sairemos do mandato do PT sucateados e arrebentados para os pr√≥ximos 20 anos.

A crise econ√īmica que a Dilma mente que n√£o tinha notado n√£o impediu que ela deixasse o Petrol√£o rolar e usasse o dinheiro roubado do bolso do povo para pagar a sua campanha eleitoral mentirosa, caluniosa e criminosa. Est√° l√° a den√ļncia no TSE, sendo investigada pela Pol√≠cia Federal.

A crise econ√īmica que a Dilma mente que n√£o estava clara n√£o impediu que ela usasse pedaladas fiscais justamente para mascarar as contas p√ļblicas, usando dinheiro do Tesouro para financiar bancos estatais, para que esses pagassem entrega de casas e forma√ß√£o de turma do Pronatec.

Esta mesma crise econ√īmica era alertada por outros candidatos nas elei√ß√Ķes, mas a resposta de Dilma era de que nada havia, apenas pessimismo de advers√°rios que n√£o amavam o Brasil. N√£o d√° para esquecer a √ļltima fala do √ļltimo debate na Rede Globo, quando Dilma Rousseff disse: “Voc√™ que est√° agora para decidir, voc√™ deve se perguntar quem tem mais capacidade e experi√™ncia para garantir o que conquistamos e avan√ßar nas mudan√ßas. Quem tem compromissos verdadeiros com os trabalhadores. Quem tem apoio pol√≠tico para fazer as reformas que o pa√≠s exige. Quem tem firmeza para garantir a expans√£o do Brasil no mercado internacional. Eu, como todos os brasileiros, quero um tempo novo.” Se lembram disto?

Em Riomafra j√° podemos sentir o desemprego. Segundo o com√©rcio e a ind√ļstria local dia a dia pessoas desesperadas atr√°s de emprego batem as suas portas pedindo uma oportunidade, inclusive bem abaixo do valor estipulado pelos sindicatos. S√≥ que muitas das empresas que deram empregos em nossas cidades j√° n√£o est√£o mais por aqui, algumas por que foram embora, outras porque n√£o aguentaram mais a situa√ß√£o e simplesmente fecharam ou faliram. Esta √© a nossa realidade minha gente!

Vamos em frente…

E o povo riomafrense mostra sua insatisfa√ß√£o em todos os sentidos, baste ver o n√ļmero de manifesta√ß√Ķes e protestos que estamos vivenciando… Vem pra rua Riomafra, protesto na UnC, protesto na C√Ęmara de Rio Negro e at√© protesto contra o sal√°rios de prefeito e vereadores poderemos assistir ainda…

Pois √©, pelo jeito teremos manifesta√ß√Ķes pedindo a redu√ß√£o dos sal√°rios dos prefeitos e vereadores, passeata pedindo para que o hospital S√£o Vicente de Paulo continue atendendo nossas crian√ßas e tamb√©m uma passeata para que uma universidade federal se instale em Mafra para que os estudantes tenham um ensino mais digno e mais barato.

Quanto escrevi apoiando as manifesta√ß√Ķes semana passada, muitos at√© debocharam. Ent√£o est√° a√≠… Resta alguma coisa para n√≥s a n√£o ser nos manifestarmos e brigarmos por nossos direitos e por um pa√≠s, estado e munic√≠pio melhor?

Infelizmente aqui em nossas cidades, igual a todos os lugares do Brasil, as coisas s√≥ melhoram a hora que o povo berra e a imprensa s√©ria apoia o clamor popular, desde que seja ordeiro, n√£o tem outro jeito… Tenho dito!

Quantas e quantas vezes j√° alertamos a situa√ß√£o do hospital de Mafra. At√© hoje os vereadores que por aqui passaram s√≥ souberam bajular e bater palmas para a administra√ß√£o deste nosoc√īmio. At√© hoje nunca se viu realmente uma presta√ß√£o de contas de fato. Olhe quanto dinheiro √© recebido do poder p√ļblico.

E você pai e mãe que tem filho pequeno e todo este tempo colaboram com o hospital na conta da luz e da água, o que devem estar pensando agora?

E os nossos vereadores v√£o fazer algo desta vez, ou v√£o continuar batendo palmas para tudo isto?

Gente! Por hoje ficamos por aqui. Um grande abraço a todos, cuidem-se bem e até a próxima!

- Publicidade -

ENVIE UM COMENTÁRIO

IMPORTANTE: O Click Riomafra não se responsabiliza pelo conteúdo, opiniões e comentários publicados pelos seus usuários. Todos os comentários que estão de acordo com a política de privacidade do site são publicados após uma moderação.